ENVIEI UMA MENSAGEM AO REV. DORIVAL MOURA, RESPONSÁVEL POR UM SITE EVANGÉLICO, SOLICITANDO ESCLARECIMENTOS SOBRE UMA ANÁLISE QUE FIZ DA BÍBLIA :


OBS.: O teor do Texto abaixo, engloba minhas ponderações e as respectivas argumentações, com destaque em azul, do Rev. Dorival Moura.


Saudações

Através de leituras de artigos sobre a Bíblia, verifico o fato relativo às inúmeras revisões pelas quais ela passou, sem contar as barreiras naturais que impedem uma perfeita compreensão dos textos bíblicos. Ao final, anexo esta pesquisa.

Além do mais, até o século XIV, toda Obra Clássica era escrita manualmente pelos Monges, portanto passíveis de diferentes interpretações. Cito, como exemplo, quando Nicodemos pergunta a Cristo como pode um homem nascer já estando velho. A resposta é : “Se um homem não renascer da água e DO ESPÍRITO, não pode entrar no reino de Deus”. Esta é a tradução de Osterwald. Já na tradução de Sacy, a expressão : DO ESPÍRITO, é substituída por : DO SANTO-ESPÍRITO. Na tradução de Lamennais, a expressão : DO ESPÍRITO, é substituída por : DO ESPÍRITO-SANTO. São 3 interpretações diferentes e que muda completamente o que Jesus quis dizer. Para a Igreja, ESPÍRITO possui um significado e ESPÍRITO-SANTO, outro. Como explicar este fato ?

Podemos hoje acrescentar que as modernas traduções já restituíram o texto primitivo, pois que só imprimem "Espírito" e não Espírito-Santo. Examinando a tradução brasileira, a inglesa, a em esperanto, a de Ferreira de Almeida, e em todas elas encontramos somente o termo "Espírito". Além dessas modernas traduções, encontramos a confirmação numa latina de Theodoro de Beza, de 1642, que diz: "...genitus ex aqua et Spiritu..." "...et quod genitum est ex Spiritu, spiritus est". É fora de dúvida que a palavra "Santo" foi interpolada, ou seja, ela foi inserida deliberadamente, pois NÃO constava do original.


Refutação: -
Segundo entendo, segue o seguinte:
Em primeiro lugar, Jesus não falou sobre o “renascer”, e sim de nascer de novo. A diferença é que no sentido que você entende seria nascer numa outra encarnação. Mas, Jesus estava falando do Espírito de Deus, na mesma encarnação. Nicodemos tinha nascido em carne, mas precisaria nascer Do Espírito.
Quando o homem nasce, ele nasce em corpo alma e espírito. Esse espírito é o espírito dele; e quando o homem nasce de novo, ele passa ter o Espírito de Deus. Assim, essa pessoa passa ter 4 atributo: corpo, alma e o espírito dele, e depois ao nascer de novo, passa ainda ter o Espírito de Deus.


Aqui cabe uma Observação da minha parte :


                Nascer de Novo : Sem sequer considerar as dificuldades linguísticas que o grego apresenta ao usar "anothen", que tanto pode significar “de novo” como “do alto”, podemos ver que a palavra grega empregada por João significa “de novo”. E Por que ? Ora, Nicodemos indaga como pode nascer pela segunda vez um homem velho se poderá voltar para o ventre materno". Esta pergunta revela que o mestre de Israel entendeu "de novo" sem a menor dúvida. O Rabbi não retira o que disse: ao contrário, confirma-o, especificando que o nascimento deverá ser "DE água e DE espírito" ( como no grego original e sem artigo ). E repete: É necessário nascer de novo. Reparem: A Tradução é : Nascer DE água e DE Espírito. E não “DA água e DO Espírito”, como está traduzido nas Bíblias atuais.


                Ah!   Mas poderiam dizer : "Esses detalhes não mudam em nada o ensinamento da Bíblia". Bem, só não vê quem não quer. O Estudo apurado e criterioso é fundamental neste caso. Se não dermos atenção a esses "detalhes" correremos o risco de camuflar o verdadeiro sentido dos Textos Bíblicos.


                A essa indagação, longe de protestar que não era isso o que queria dizer, Jesus insiste e confirma suas palavras: " é o que te disse : indispensável se torna que o homem nasça DE água ( isto é, materialmente, com o corpo denso, dado que o nascimento físico é feito através da bolsa d 'água do liquido amniótico) e DE espírito " ( ou seja, que adquira nova personalidade no mundo terreno, em cada nova existência, a fim de progredir ). Se Nicodemos entendeu à letra as palavras de Jesus, o Mestre as confirma à letra e reforça seu ensino. Com efeito, o espírito, ao reentrar na vida física, pode ser considerado novo espírito que reinicia suas experiências esquecido de todo o passado. Em grego não há artigo diante das palavras "água" e "espírito". Não é, portanto, nascer DA água ( o artigo definido, se houvesse na passagem em grego, tornaria o substantivo específico ) do batismo, nem DO espírito, mas DE água ( por meio da água ) e DE espírito ( pela reencarnação do espírito ).


Fim da Observação



Por outro lado, nas minhas reflexões, não consigo compreender o porquê de tantas diferenças. Se nascemos uma única vez, por que uns são perfeitos fisicamente e outros são deficientes ?

É claro que muitos dirão que isso se deve à obra e defeitos do próprio ser humano. A genética explica cientificamente esse fato. Isso eu entendo, porém meu questionamento é sob ângulo espiritual, ou seja: Por que Deus coloca um Espírito ou Alma para sofrer a vida inteira num corpo deficiente e coloca um outro Espírito ou Alma em um corpo sadio ? Por que uns são ricos e outros são pobres ? Qual o Pai que teria predileção por um filho, desprezando o outro ?

E Deus, então, que é nosso Pai, justo e amoroso, como afirma em Lucas 11, v. 09-13 ou Romanos 8, v. 38, 39 : “Se vós que sois maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o Pai Celestial”, “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os Anjos, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus”.


Refutação: -
Na verdade, Deus não nos separa de pessoa alguma. As poessoas é que se separam de Deus, e por isso sofrem as suas próprias conseqüências.
Quando Deus criou o homem, já na eternidade, ele o fez em poerfeição e para ser perfeito. Todavia, na rebelião de Lúcifer nos céus, um terço dos espíritos nos céus, tomaram a desisão de se rebelarem contra Deus.

Por essa razão, foram expulsos dos céus.
Além daquele terço de espíritos que foram expulsos, houve também os espíritos que ficaram duvidosos e não tomaram partido. Não ficaram nem do lado de Lúcifer e nem do lado de Deus. A PARTIR DAÍ, ESSES DUVIDOSOS PASSARAM A SER ENVIADOS PARA A TERRA ( Grifo nosso ), afim de terem a oportunidade e tempo de tomarem a decisão, se resolvem definitivamente, ficarem contra Deus ou do lado de Deus.

Se aqui na terra, resolverem ficar do lado de Deus, -passado o tempo que Deus lhes deu para essa tomada de decisão,- voltarão para os céus e o amor de Deus continuará com eles; Caso tomem a decisão de continuarem contra Deus, continuarão excluídos da presença de Deus, e o seu final será o lugar de tormento.
Desta maneira, não foi Deus que afastou aqueles filhos, e sim os filhos que se afastaram de Deus.
O amor de Deus continuou, mas os filhos, não quiseram mais o amor de Deus


Aprendi, quando pequeno, através da Religião Cristã, que essas diferenças acontecem porque o pecado de um homem o acompanha em toda a sua descendência, até a quarta geração. Hoje não posso concordar com essa ideia, pois se assim fosse, Deus estaria sendo injusto ao fazer com que alguém pague pelo pecado de outro, pois Deus é justo em tudo o que faz. Em Ezequiel 18, v.20, temos : “A Alma que pecar, essa morrerá, e o filho não levará a iniquidade do Pai”.

Sendo assim, gostaria de compreender se a reencarnação é realmente uma falácia e qual a justificativa para tantas desigualdades a qual é submetida a humanidade, é claro, sob o ponto de vista espiritual, ou seja, por que Deus privilegia uns e desfavorece outros ?


Refutação:-
Na verdade, a alma que pecar, esta morerá!
Como o espírito nos céus pecou no tempo de Lúcifer, esse espírito é que teria de morrer. Assim, todos os espíritos que se rebelaram nos céus de maneira definitiva, esses estabeleceram sua própria perdição.
TODAVIA AQUELES QUE FICARAM DUVIDOSOS, estão tendo a oportunidade de tomarem a decisão aqui na terra. Se definitivamente ficam do lado de Deus, ou de Lúcifer. Isso é porque eles não ficaram definitivamente contra Lúcifer, MAS APENAS DUVIDOSOS ( Grifo nosso ); se tivessem ficado definitivamente contra Lúcifer, eles nem precisariam estarem aqui na terra para tomarem a decisão, pois, já teriam tomado a decisão de estar ao lado de Lúcifer. Caso eles tivessem ficado do lado de Deus, também não precisariam Ter vindo à esta terra para tomar decisão, pois estariam decidido ficar ao lado de Deus.

Quanto a Ezequiel 18,20 que você menciona, temos que destingüir a parte espiritual da parte física. Quando a bíblia fala - “A alma que pecar, esta morrerá” – está falando desde a origem da alma, ou seja, a parte espiritual nos céus até a parte física na terra. A parte espiritual, ensina que o pecado se originou nos céus, e se estendeu até a terra. Assim os espíritos que pecaram nos céus estariam com sua decisão estabelecida, se não fôra a oportunidade que Deus lhes dera fazendo-os descer à terra e dando-lhe um tempo para a decisão definitiva. Portanto, o pecado originou-se dos céus, pois quando Adão veio à terra já veio na condição de pecador por não ter ficado definitivamente ao lado de Deus.

Nos céus, cada um teve o seu grau de dúvida. Uns estavam com uma pequena dúvida quanto a ficar do lado de Deus ou não; outros estavam com maior dúvida; e outros estavam quase favorecendo-se ao lado de Lúcifer. Assim cada um teve o seu grau de dúvida. E de acordo o grau de dúvida que cada um teve nos céus, é que uns sofrem mais, e outros sofrem menos.



Dorival Moura


Com apreço e Consideração
Jefferson S.B.

Com apreço e consideração
Dorival Moura



PESQUISA REALIZADA ACERCA DAS TRADUÇÕES BÍBLICAS :


Uma análise cuidadosa da Bíblia revela que ela foi escrita por uns 40 homens durante um período de 16 séculos. Eram eles escritores profissionais ? Não. Entre eles havia pelo menos um pastor, pescador, cobrador de impostos, médico, fabricante de tendas, sacerdote, profeta ou rei. Seus escritos mencionam muitas vezes pessoas e costumes que desconhecemos neste século XX. De fato, os próprios escritores da Bíblia nem sempre compreendiam o significado do que escreviam. (Daniel 12:8-10) Portanto, não nos deve surpreender encontrar certas dificuldades ao lermos a Bíblia.


Refutação:
Como você diz, embora sendo um tão grande número de pessoas que escreveram a Bíblia, e com tão grande diversidade de cultura, ainda assim, o conteudo da sua mensagem tem se confirmado por todos eles, e em todos os tempos, de gênesis a Apocalipse é uma só.
Você diz que “os próprios escritores da Bíblia nem sempre compreendiam o significado do que escreviam.”
Note bem, que mesmo sem eles saberem, a vontade de Deus era feita. Homens que não eram escritores profissionais; homens oriundos de várias culturas, como pastor, pescador, cobrador de impostos, médico, fabricante de tendas, sacerdote, profeta ou rei; alguns iletrados. E nisso, se prova que a Bíblia é um livro direcionado por Deus. Ou Seja, é a Palavra de Deus.


Apesar da situação desfavorável, continuou-se a copiar e a traduzir a Bíblia para as línguas comuns. Na Europa circulavam clandestinamente versões em muitas línguas. Todas eram CÓPIAS FEITAS A MÃO (sabemos que algumas caligrafias apresentam várias dificuldades relativas à compreensão de algumas palavras), porque a impressão com tipo móvel só foi inventada na Europa em meados do século XIV.

O velho e Novo Testamento, já atravessaram mais de 3 mil anos, sendo traduzidos para 2167 línguas ! Muitas delas praticamente inexistentes nos dias de hoje.


Refutação:
Note então, que apesar das situações desvavoráveis, os originais da Palavra de Deus foram preservados nas catacumbas, nas cavernas, e assim, Deus continuou a disseminar a sua Palavra em toda a Terra. Sendo que o Velho e Novo Testamento, já atravessaram mais de 3 mil anos, sendo traduzidos para 2167 línguas !elho e Novo Testamento, já atravessaram mais de 3 mil anos, sendo traduzidos para 2167 línguas!




BARREIRAS PARA O ENTENDIMENTO DAS ESCRITURAS

Existem elementos humanos presentes na Bíblia. O tempo e a distância têm erguido grandes barreiras entre nós e os escritores bíblicos. Tais barreiras dificultam nosso entendimento e precisam ser sobrepujadas.


1. Barreiras de Linguagem

A Bíblia foi escrita em três línguas: O Antigo Testamento em Hebraico e algumas poucas partes em Aramaico, e o Novo Testamento em Grego. Nossas traduções em Português, embora muito bem feitas por conselhos editoriais compostos por grandes eruditos nessas línguas, muitas vezes não conseguem achar palavras do nosso idioma que correspondam perfeitamente às do idioma original. Também, é difícil fazer a transposição do tempo, da voz e do modo dos verbos, da sua origem para a atualidade.

Exemplo : Em I Co 4.1 Paulo diz: "Que os homens nos considerem, pois, ministros de Cristo ..." Ministro na nossa língua é uma palavra sofisticada, usada para designar altas posições, como os ministros do Presidente da República. Mas, no grego, a palavra é huperetes, que significa servo, escravo, servente. Esse termo era usado para designar os escravos remadores das naus romanas.


Refutação:
Buscando nos originais bí blicos, temos a garantia de que o que lemos hoje, temos na mensagem o mesmo sentido do texto proferido pelos Profetas e Apóstolos.Você dá o exemplo de I Coríntios, 4:1 que diz: : "Que os homens nos considerem, pois, ministros de Cristo ..." e diz no grego a palavra é huperetes, que significa servo escravo, servente.
Mas, aonde está o problema? Por acaso um Ministro de Estado nos dias de hoje não é um servo? Veja que ele tem como título Servidor Público. Isso está de acôrdo com a Bíblia.


2. Barreiras Culturais

A Bíblia é o produto de culturas que são dramaticamente diferentes entre si. Para apreciar um texto temos que RECONSTRUIR o contexto cultural em que foi escrito. Quais os costumes e o ambiente do povo ? Que tipo de influência sofriam ?


Refutação:
As próprias traduções Bíblicas tem feito isso de maneira exemplar, de tal forma que a Bíblia nunca tem perdido o seu sentido original, e quando lemos os textos originais, vemos que o sentido da mensagem continua o mesmo.


3. Barreiras Históricas

Se não conhecermos o pano de fundo histórico, especialmente o compreendido entre o cativeiro na Babilônia e a chegada do Império Romano, vamos entender muito pouco do livro de Daniel. Muitas profecias lá proferidas se cumprem na História e o conhecimento desses fatos nos abre uma nova perspectiva de entendimento desse livro.


Refutação:-
Justamente e principalmente no livro de Daniel, é que vemos que a Palavra de Deus se cumpre, pois mesmo o Profeta Daniel não tendo entendimento de tudo o que ele profetizando, se cumpriu e continua a se cumprir, provando que a Bíblia é realmente a Palavra de Deus.
No cativeiro, na Babilônia, Daniel profetizou, por exemplo, que o seu cativeiro na Babilônia seria de setenta anos, o que realmente aconteceu; profetizou que a a Babilônia desapareceria, o que realmente aconteceu; profetizou que no fim dos tempos a ciência se multiplicaria, - o que realmente está acontecendo em nossos dias- e assim por diante.


4. Barreiras Geográficas

Muitas cidades, províncias, regiões, rios, mares, entre outros conceitos geográficos aparecerem na Bíblia, muitos dos quais DESAPARECERAM ou contam com pouca informação a seu respeito.


Refutação:-
Muitas cidades, províncias, regiões, rios, mares, foram profetizadas o seu desaparecimento centenas e até milhares de anos antes do seu acontecimento. E isso não desmerece a Bíblia, e sim, ao contrário honra-a.


******


O Padre João Ferreira de Almeida, ( Padre era um título dado aos pregadores religiosos na época), cuidava de algumas igrejas na região da Malásia e Índia. Junto com sua esposa enfrentou situações difíceis na região. Em 1663, Almeida iniciou a tradução do Novo Testamento direto do grego. Embora o seu trabalho com o grego tenha terminado somente treze anos depois, durante esse período ele iniciou também a tradução do Antigo Testamento a partir dos originais em hebraico.

Em 1681, foi publicada na Holanda a tradução de Almeida do Novo Testamento, porém foi logo recolhida, pois apresentava erros tipográficos E UM TRABALHO URGENTE DE REVISÃO ERA NECESSÁRIO. Uma nova impressão foi finalmente feita doze anos depois, em 1693.

João Ferreira de Almeida não chegou a ver o Novo Testamento revisado ser impresso pois faleceu em 1691, na ilha de Java, sem terminar também o Antigo Testamento. Seu trabalho chegou só até o Livro de Ezequiel.

A tradução do Antigo Testamento foi terminada por Jacobus Akker em 1694, mas PROBLEMAS DE REVISÃO novamente atrasaram a publicação do trabalho. Cinquenta e quatro anos depois, em 1748 foi publicada, na Holanda, o primeiro volume do Antigo Testamento, e em 1753, o segundo volume do trabalho iniciado por Almeida.

A primeira impressão da Bíblia completa, em português, em um único volume, aconteceu em Londres, em 1819, com a versão de João Ferreira de Almeida.

No final do século XIX foi feita um grande REVISÃO na Versão de Almeida. Esse trabalho é conhecido como Bíblia na Versão REVISTA E CORRIGIDA de Almeida. Embora com palavras bem eruditas e construções gramaticais de difícil compreensão, ainda é um versão muito utilizada hoje em dia.

Na década de 40 do nosso século, “Uma comissão de especialistas” passou anos revendo a tradução e foi publicada a versão REVISTA E ATUALIZADA de Almeida, a Versão mais lida e conhecida da Bíblia no Brasil.

Essas duas versões, a revista e corrigida e a revista e atualizada, passaram recentemente por ATUALIZAÇÕES GRAMATICAIS pela Comissão de Tradutores da Sociedade Bíblica do Brasil. Atualmente, essas Versões são conhecidas como :

- Versão de Almeida revista e corrigida (1995) e
- Versão de Almeida revista e atualizada (1993).


Refutação:-
Tudo isso está de acôrdo, lembrando-se que a linha cronológica desde o original bíblico até os dias de hoje, não tem sido quebrada, isto porque até mesmo durante o tempo que em que houve algum hiato, por causa de perseguições, os originais sempre foram preservados. Assim é, que você mesmo declarou que o Padre João Ferreira de Almeida em 1663 traduziu o Novo Testamento diretamente do grego. E treze anos depois, começou a traduzir o Velho Testamnento a partir dos originais em hebraico. Assim, a cronologia nunca apresentou interrupção em sua continuidade.




CONCLUSÃO


Todas as Barreiras de Linguagem, Barreiras Culturais, Barreiras Históricas e Barreiras Geográficas, Problemas de Revisão, Correções e Atualizações Gramaticais aqui descritas reforçam a ideia da impossibilidade de se obter uma tradução fiel das escrituras originais, o que é lógico e até compreensível. Porém, a cada tradução muda-se uma palavra.... E já que se substitui uma palavra, por que não colocar outra palavra que seja adequada a uma interpretação subjetiva ? Isso para não falar de interesses pessoais de Grupos Religiosos... E pensar que já houve mais de duas mil traduções ...

Quantas e quantas mudanças de sentidos dos ensinamentos originais foram feitas ... Quantas e quantas alterações nos ensinamentos de Cristo foram adaptados à direção dos caminhos que a Igreja traçou durante séculos ... Não podemos nos esquecer o que houve na chamada “Santa Inquisição” em que pessoas eram executadas só porque não concordavam com os Dogmas Católicos ... Quanto orgulho da Igreja !

E atualmente, quantas notícias nos chegam a respeito do IRA - Irish Republic Arm ou Exército Republicano Irlandês, que tem por base ações terroristas, numa luta entre Católicos separatistas e os Protestantes unionistas. Uma discórdia que se iniciou há mais de 800 anos ! No início do século XVI foi fundada a Igreja Anglicana (Protestante), por Henrique VIII, em retaliação ao Papa que havia negado ao Soberano Inglês o seu pedido de divórcio.

O Anglicanismo se firmou definitivamente na Inglaterra depois da derrota do Rei Jaime I, frente ao seu sucessor protestante, Guilherme de Orange, na Batalha de Boyne em 1690. As origens do agravamento da situação remontam a 1771, ano em que o Rei Henrique II interveio na ilha impondo sua soberania. E no início do século XVIII, nascem as raízes da contenda Religiosa da Irlanda. Quanto orgulho de pessoas que, em nome de suas religiões foram responsáveis por longos anos de conflito, que já provocou a morte de mais de 3.500 pessoas nos anos mais recentes, na província britânica do Ulster. E só recentemente se teve notícias de um acordo, realizado no Castelo de Stormont, perto de Belfast, para por fim a tão sangrenta e injustificável disputa.

Sabemos que tudo isso é política ! Mas quantos fatos semelhantes, guerras, lutas pelo poder, autoritarismo, etc, aconteceram desde o início da civilização ? Com tudo isso, há alguém que ainda pense que, em nenhum período da humanidade, não houve uma imposição de princípios doutrinários adequados aos objetivos políticos de dominação daqueles que ditavam o comportamento religioso e social em suas respectivas épocas para que a população se adaptasse, por bem ou por mal, aos interesses políticos e pessoais de líderes religiosos e não-religiosos ???

Bem, pelo menos, tais líderes, diante de tanto derramamento de sangue, certamente, poderiam tentar justificar sua sede de poder e seu comportamento absurdamente autoritário e inflexível, através de interpretações convenientes de alguns trechos bíblicos que fazem referência à discórdia entre Povos...


******


Será que ainda assim, podemos dizer com segurança que a Bíblia atual é uma REPRODUÇÃO FIEL das palavras ditas por Jesus ? Mesmo diante de várias evidências relativas às alterações e adaptações dos textos bíblicos ? Recentemente até a Sua Santidade, o Papa João Paulo II pediu desculpas pelos excessos outrora cometidos pela Igreja ...

É certo que toda tradução ou revisão dos Evangelhos, ainda que levada a termo por íntegros peritos bíblicos, nunca deixará de ser um trabalho humano, e como tal, sujeito a falhas. Fez-se uma acurada revisão de pontuação e não foram poucas as incorreções encontradas nos Subtítulos das referências nos Textos Evangélicos. Conclui-se, e com facilidade, que a Bíblia sofreu incontáveis modificações. Sabemos que a política e a Religião, de forma inevitável, influenciam ideologicamente as pessoas de boa-fé. Todos esses fatos levam-nos a crer que tais modificações, embora necessárias, foram aproveitadas para ditar um comportamento peculiar e conveniente a interesses políticos e religiosos, desde a primeira tradução da Bíblia até os dias de hoje.


Refutação:-
Em tudo isso que você disse, em nada a credibilidade da Bíblia foi atingida. Ainda que você queira colocar dúvidas quanto a autencidade da Bíblia, por nenhum parâmetro a Bíblia pode ser contradita.
Quanto à questão das diversas traduções, isso não implica nenhuma mudança do original, visto que os tradutores apenas trraduzem e não imprimem nenhum conceito ou mudançlas arbitrárias. Tal é fato que se pegarmos os originais dos textos hebraicos da Caverna de Kuram na região do Mar Morto, ou do grego, veremos que o sentido da mensagem bíblica é inalterável.

Alguns questionam quanto a sinonimia, e pensam que a variação de sinônomos implica em alteração do tesxto. Na verdade isso não acontece. Pode-se mudar o sinônimo, em virtude de atalização gramatical, mas a mesagem do texto continua inauterado.

Veja-se o exemplo dado acima sobre os termos “ministro e servo” de I Corríntios, 4.1 Paulo diz: "Que os homens nos considerem, pois, ministros de Cristo ..." Alguma tradução menciona “servo” outra menciona “ministro.” Por isso alguns dizem que a mensagem foi mudada. Isto não é verdade. Tanto o Ministro de hoje quanto o servo do passado são servidores. Por isso que os Ministros do quadro de Ministros da Presidência da República são chamados de Servidores Públicos. Eles, tanto quanto os do passado são servos. O sinônimo não dura em nada o sentido da mensagem.


Rev. Dorival Moura







DEPOIS DE ALGUM TEMPO, RECEBI DO PR. EDUARDO ANDRADE, UMA MENSAGEM REDIGIDA PELO PATRIARCA DORIVAL MOURA, EM 05.11.02 :


O SIGNIFICADO DA VIDA


DE ONDE VIEMOS


                Meditemos pois na palavra de Yahweh-Deus que diz : "Aquele que desceu é o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. E ele mesmo deu uns para apóstolos, outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres. Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos a unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito a medida da estatura completa de Cristo." Efésios 4: 10-13.


l) Muitos perguntam: De onde viemos? Por que, e para que estamos aqui? Para onde iremos? Por que passamos por dores e aflições? Por que uns nascem aleijados, cegos, débeis mentais, e outros sadios? Estas e outras perguntas, muitas vezes não têm encontrado respostas convincentes. E por não se terem encontrado respostas corretas, muitas pessoas têm duvidado da justiça de Yahweh - Deus.

Há um propósito da parte de Yahweh Deus para com cada um de nós. Há um plano de Yahweh Deus para a humanidade. E esse plano vai se desenvolvendo nos seus estágios, e nós vamos alcançando a perfeição, até que um dia sejamos homens perfeitos, à medida da estatura completa de Cristo. Então notem, que o plano de Deus, é crescente e constante. E ele vai crescendo e avançando, e nós vamos sendo aperfeiçoados, até chegarmos à plenitude da perfeição.

Alguém há de dizer: Quando nós aceitamos a JESUS CRISTO como salvador de nossas almas, já não passamos, a ser perfeitos? Já não estamos em condições de chegarmos à presença de Yahweh Deus? Ora, o que a Palavra de Deus nos mostra, é que precisamos ir nos aperfeiçoando em Cristo. E justamente para ajudar na busca desta perfeição, é que CRISTO colocou pastores, mestres e doutores na igreja. Note o que diz Efésios 4 versículo 12: "Querendo o aperfeiçoamento dos santos". Note que, embora já sendo santos, não estamos perfeitos. Alguém há de perguntar: É possível ser santo e não ser perfeito?

Ora, está escrito: Querendo o "aperfeiçoamento dos santos. . ." Então a cada dia da nossa existência, precisamos ir sendo aperfeiçoados. Precisamos ir marchando para a perfeição a cada dia. Mesmo já tendo recebido a Cristo Jesus como nosso Salvador, devemos ir buscando a perfeição em Cristo, a cada dia, até que cheguemos a homens perfeitos, a estatura completa de Cristo. Não é porque já nos convertemos a Jesus, que já passamos a ser perfeitos. Não! Porque se assim fôra, ao se converter já estaríamos na estatura de Cristo.

Ou seja, já estaríamos iguais a Cristo, ou mais ainda, já estaríamos na mesma perfeição de Cristo. Mas, não é assim. Quando Cristo nos chama, Ele abre a porta pela qual nós vamos entrando, em busca dessa perfeição, até chegarmos à estatura de Cristo, até chegarmos à perfeição de Cristo. Assim sendo, um dia chegaremos à estatura de Cristo, mas, temos que passar por estágios, a fim de alcançarmos essa perfeição.



POR QUE ESTAMOS AQUI?


2) Eis a questão: Por que estamos aqui? Por que a humanidade está aqui? De onde viemos? Para onde iremos? Qual o significado de nossa vida aqui na Terra? Quem sabe responder a estas perguntas? A Filosofia responde? A ciência responde? A religião responde? Precisamos desvendar este mistério.

Se não buscarmos a compreensão desse mistério, como poderemos dizer se Deus é ou não justo. Se perguntarmos ao religioso de qualquer denominação, ele dirá que estamos aqui, para salvar almas para Cristo; outro dirá que estamos aqui, para pregar o evangelho; outro dirá ainda, que estamos aqui, para louvarmos e adorarmos a Deus; outro, que é para administrarmos a criação de Deus; outros dirão que estamos aqui para resgatarmos karmas de reencarnações anteriores, etc. Na verdade, todas essas afirmações, não passam de meras conjecturas, sem nenhum fundamento.

Por que não estamos aqui para especificamente pregarmos o evangelho? Porque quando o espírito de Adão o primeiro da humanidade, foi colocado aqui em um corpo humano, não havia na terra, ninguém a quem se pudesse pregar; Não viemos aqui para salvar almas, pois quando Yahweh Deus começou a colocar a humanidade aqui, não havia nenhuma alma a ser salva; Também não fomos colocados aqui especificamente para louvarmos a Deus, pois isso já o fazíamos lá nos céus como espírito; De igual modo, não fomos colocados aqui, para especificamente administrarmos as coisas de Deus, pois nós mesmos somos parte da criação feita nos seis dias, e a criação foi feita para benefício do homem, como coroa da criação, e todas as coisas lhe foram sujeitas.

Também não viemos aqui para resgatarmos karmas de reencarnações passadas, pois a vida do homem na terra é uma só, e a sua missão na terra se encerra em si mesmo nesta vida, sendo que passado este estágio, iremos ao estágio seguinte, que é o paraíso para os justos e o lugar de tormento para os ímpios, sendo que o paraíso já é parte do reino dos céus, e o lugar de tormento é parte do reino do inferno. O estágio terrenal não se repete, mas, encerra-se em si mesmo. Jó 7:9,10; Isaias 26: 14. Mas, a pergunta é insistente: Porque estamos aqui? Por que padecemos aflições? Se não procurarmos compreender isso, não poderemos afirmar se Yahweh Deus é bom ou ruim. Se Ele é justo ou injusto.



TODOS PASSAM AFLIÇÕES?


3) Ora, sabemos sim, que todos os que vivem nesta terra padecem aflições, angustias, dificuldades, tristeza, choros e lamentações. Não há ninguém que não tenha em certa ocasião chorado a sua lágrima mais oculta. Desde o momento em que nascemos, até o momento em que morremos, passamos aflições nesta terra.

Na verdade todos nós passamos por momentos de aflições, tanto pobres quanto ricos. É o caso de uns que nascem cegos, outros aleijados, outros mongolóides; É o pai de família, que cria o seu filho com a maior dedicação e carinho, e de um momento para outro o vê nas garras da morte, indo para o além deixando uma profunda tristeza no coração daquele pai amoroso; É o agricultor que prepara a terra, ara e aduba-a, e depois lança a semente esperando que a mesma germine, mas a chuva esperada não vem, e o sol causticante mata a semente lançada; É aquele que depois de preparar tudo, vê a tempestade e a enchente arrastando tudo de água abaixo.

É o casal que se ama e que já vive a tanto tempo e de um momento para outro vê o seu ser amado acometido de uma grave doença que o leva à morte; É o outro que planejou, que idealizou e até orou a Deus para fazer um negócio, e depois de faze-lo é tomado de surpresa num grande prejuízo; E são todos que nascem, crescem, trabalham, sofrem e depois morrem. E pergunta-se: De que adiantou a vida? Para que serviu? Em que resultou essa existência? Por que vim aqui, nascer, crescer e morrer? Qual o significado da Vida?

Se não compreendermos os desígnios de Deus, nós não podemos com sinceridade, dizer que aprovamos aquilo que Deus fez. Veja bem, se você passa por momentos aflitivos em sua vida, durante toda a sua existência, pode você na verdade, compreender porque padece nesta terra? Você já compreendeu porque padece aflições? Se você não compreendeu, é possível chegar até mesmo a dizer: Deus é ingrato comigo! Deus é mau, porque me criou nesta terra somente para padecer e depois morrer? Então há de se perguntar: O que foi que eu fiz para vir a esta terra padecer desse jeito ?

E como toda a humanidade sofre aflições, as mais diversas, então há de se perguntar porque Deus preparou isso para a humanidade, porque somos castigados de tal maneira? É necessário que se compreenda isso. Por que chega um momento em que o ser humano pergunta ao criador: porque acontece isso comigo?



ÉRAMOS ESPÍRITOS NOS CÉUS


4) Meus amados. Notem que Yahweh Deus criou todas as coisas nos céus e na terra. Criou milhares de milhares de anjos nos céus em paz e felicidade. Milhares de milhares de espíritos nos céus louvavam a Deus na beleza de sua santidade. Mas houve um desses seres no céu, que se degenerou da sua santidade, e se voltou contra Yahweh Deus - Lúcifer era o seu nome-. Lúcifer, tendo corrompido a sua mente, se rebelou contra Yahweh Deus, e passou a enganar a toda criação celestial, conseguindo conquistar muitos para o seu lado, chegando a corromper 1/3 (um terço) da criação de Deus.

Sendo que em todas as questões, há os que ficam de um lado, há os que ficam do outro lado, e há os que ficam indecisos, também nos céus houve os que ficaram logo do lado de Lúcifer, os que ficaram fiéis a Yahweh Deus e os que ficaram indecisos, sem tomar partido nem do lado de Lúcifer de Yahweh Deus.

Um terço (1/3) da criação de Deus que ficou do lado de Lúcifer, foi vencido, e condenado à perdição eterna. A outra parte que ficou fiel a Yahweh Deus continuou gozando dos privilégios celestiais. E a parte dos indecisos, o que se poderia fazer com ela? Não podiam esses, seres espirituais serem condenados à perdição imediatamente juntos com Satanás e seus anjos, pois eles não tomaram partido ao lado de Lúcifer. Mas, também não podiam permanecer nos céus, pois que, não demonstraram a sua fidelidade a Yahweh Deus.

Ficaram indecisos no momento cruciante de tomarem a decisão. Não podendo esses seres serem condenados juntamente com Lúcifer e seus anjos, e não podendo permanecerem nos céus, haver-se-ia de se preparar um lugar para eles. E um lugar foi reservado para esses espíritos indecisos, e de tem sido mandados gradativamente para o planeta terra. E a prova de que esses espíritos que estão na terra presos a corpos humanos, vieram dos céus, é o que está escrito: "O corpo volte ao pó de onde veio, e o espírito volte a Deus que o deu''. (Ecl. 12:7, Jó 32:8). Ora se o espírito tem que voltar, é porque ele de lá veio. Nada volta sem que antes tenha vindo.

Também assim diz o salmista Davi: "Eis que eu nasci em iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe." Salmos, 51:5. Ora, se antes de nascer o homem já tinha pecado, então é certo que ele pecou como espírito, nos céus, antes de vir para aqui. Alguns podem dizer: Concordo que nós éramos espíritos nos céus, mas, onde está escrito que fomos indecisos nos céus? Fazemos como fez o Senhor Jesus. Respondemos essa pergunta com outra pergunta. Quem criou a água? Todos respondem: Deus. Perguntamos: Onde está escrito? Na verdade, a água existe, mas não está escrito em parte alguma da Bíblia, que Deus a criou? Mas, não me furto a responder a pergunta temática. O Apóstolo Paulo diz: "Bendito o Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo, como também sos elegeu Nele antes da fundação do mundo. Efésios 1:3,4. Se Deus nos abençoou nos lugares celestiais, isto é, nos céus, antes da fundação do mundo, é porque nós existíamos lá.

Assim também, está demonstrado:

-Que o espírito existe, Isaias, 26:9;
-Que éramos espíritos nos céus, Efésios 1:3,4; Ecl.12:7;
-Que fomos mandados para cá, Lam.2:1
-Que temos um tempo dado para a decisão, Ecl. 3:1,2;
-Que pecamos nos céus, Apoc.12:7-9;
-Que estávamos destinados para a morte eterna, Rom.6:23;
-Que Jesus veio nos salvar da morte eterna, João 3:36;
-Que cometemos pecado antes de nascermos, Salmos 51:5;
-Que houve batalha nos céus, que fomos indecisos, Apoc.12:7;
-Que voltaremos para a eternidade, Ecl.12:7.

Yahweh Deus, na sua divina misericórdia, preparou a terra com toda espécie de criação necessária para manter o homem que ele havia de criar no final dos seis dias da criação. E ao final da criação de tudo, vendo que tudo era perfeito e bom, criou o homem do pó da terra, e soprou nele a alma, e deu-lhe também o espírito (Jó 32:8). Assim aquele corpo que estava inerte, tendo recebido a alma, se tornou alma vivente (Gn. 2:7). Assim, o homem é constituído de Corpo, Alma e Espírito (1 Tes. 5:23).



ÉDEM, A MISERICÓRDIA DE DEUS


Mas, esse espírito, não soube ainda aproveitar da misericórdia de Deus, e novamente duvidando de Deus, insuflado e enganado por Satanás que agora, não mais nos céus, por que de lá tinha sido expulso, e sim aqui na terra, continuou a iludir e enganar a esse espírito, numa continuação do que começara a fazer nos céus, e colocando dúvida na mente de Eva e Adão, os mesmos desobedeceu a Yahweh Deus, comendo do fruto da árvore do bem e do mal.

Ora Yahweh Deus havia dito a Adão que não comesse do fruto daquela árvore, pois se o comesse, certamente morreria. Satanás disse que pudesse comer que nada aconteceria. E Adão tendo comido desobedeceu a Deus, e recebeu a sentença de morte física. Assim, ele e toda a sua descendência, no estágio terrenal foram condenados a morrer uma vez. Caso não tivesse Adão desobedecido a Deus no estágio terrenal, viveria para sempre aqui na terra, e o seu corpo humano não morreria jamais; permaneceria, é certo, longe dos privilégios celestiais, mas gozaria sempre da visita de Deus, e não passaria à condenação eterna do diabo. Mas como ao começar o seu estágio terrenal, ele novamente falhou, acarretou-se sobre ele a sentença da morte física. Satanás, vendo que aqueles espíritos que ele tentou enganar nos céus, agora na terra, tratou depressa de recomeçar o seu trabalho de enganador. Por isso está escrito:

"Ai dos que habitam na terra, e no mar, porque o diabo desceu a vós e tem grande ira porque sabe que já tem pouco tempo (Apoc. 12:12).



TEMPO PARA DECISÃO


6) Na verdade estamos aqui, para tomarmos uma decisão. Cuja decisão deveríamos ter tomado enquanto estávamos lá nos céus na condição de espíritos. Todavia, pela longanimidade de Deus, é que ele mandou-nos para a terra, tendo criado um ser constituído de Corpo, Alma e Espírito.

Com o Espírito se contacta o mundo espiritual - as coisas de Deus; Com a Alma se contacta o mundo intelectual; - a psiquê Com o Corpo se contacta o mundo material; - o Soma

e deu-nos um tempo, uma oportunidade, de refletirmos sobre os conselhos de Deus e as palavras de Satanás, a fim de tomarmos a decisão uma vez por todas. Yahweh-Deus nos concedeu um tempo determinado, que vai do nascimento à morte de cada um aqui na terra.

Todas as pessoas tem este tempo dado por Deus, que é o próprio tempo da sua vida. Está escrito: Há um tempo determinado para todo o propósito debaixo céus: "tempo para nascer, tempo para morrer..." Eclesiastes, 3:1,2. Uns tem um tempo maior, outro menor, de acordo o grau de dúvida que cada um teve nos céus, por ocasião da rebelião de Satanás. Assim também, o sofrimento de cada um é correspondente ao grau de dúvida que cada um teve nos céus. Por isso, uns sofrem mais, outros sofrem menos. Mas, o certo, é que todos passam aflições no mundo, porque todos que vieram à terra cometeram erro nos céus. Quem não já lamentou e chorou com a cabeça sobre o travesseiro?! Está escrito: "Todos pecaram e destituídos estão da glória do Deus. (Rom. 3:23)." A doença, as dores, as aflições são geradas sempre pelo pecado. E porque todos tiveram essa falha nos céus, quando chegam à terra passam aflições. Justos e ímpios, porque todos que vieram para cá já vieram suportando essa conseqüência do pecado cometido nos céus. Está escrito. "No mundo tereis aflições..." (João 16:33).

Todavia, Yahweh Deus não nos deixou à mercê de Satanás. Ele mandou os patriarcas, os profetas e por último o seu Filho o Senhor Jesus Cristo, para rebater os conselhos do diabo, e nos ensinar, a fim de que tomássemos a decisão acertada, ficando ao lado de Deus. Desta maneira, aqueles que tomarem a decisão ao lado do Senhor Jesus Cristo, será aliviado das aflições deste mundo (Mat. 11:28), e estará encetando a caminhada de retorno ao Pai Celestial.

Aqueles que aceitam a Jesus Cristo, estão tomando a decisão de ficaram ao lado de Deus, e começaram o aperfeiçoamento das suas almas pela obediência à Palavra. (1 Ped.1:22). De tal maneira que ao morrerem, estarão áptos a passarem ao novo estágio de aperfeiçoamento no paraíso, e depois ao Milênio de Paz, e depois ao Arraial dos Santos, depois ao Novo Céu e a Nova Terra, e em seguida ao Juízo, e daí ao céus dos céus de onde nós viemos.

Portanto, quando virdes alguém sofrendo neste mundo, não penseis que Yahweh Deus é injusto para com para com ele. Mas, cada um está levando a sua cruz de acordo com o grau de dúvida que teve no momento da tomada de decisão lá nos céus quando da rebeldia de Lúcifer, contra Yahweh Deus. Este é o SIGNIFICADO DA VIDA.


Patriarca Dorival Moura

Nos envie o seu comentário a respeito.






SENSIBILIZADO PELA GENTILEZA DO SR. EDUARDO E DO REV. DORIVAL MOURA, RESPONDI, EM 12.11.02 :



RESPEITOSAMENTE, ANALISO A MATÉRIA A MIM ENVIADA


                Gostaria de esclarecer que tenho muita consideração pelas convicções Religiosas de V.Sas. O que será exposto aqui, somente traduz, humildemente, os princípios da minha Doutrina Religiosa, ou seja, o Kardecismo.

                Inicio concordando plenamente com a parte introdutória que lembra os dizeres de Paulo na Epístola aos Efésios 4: 10-13.

" Até que todos cheguem à unidade da Fé, ao pleno conhecimento do FILHO DE DEUS, ao estado de homem feito à medida da estatura da plenitude do CRISTO ".

                Contudo, não acredito que tal perfeição venha de súbito, quando, aqueles que partirem da Terra e, havendo merecimento, passarem ao paraíso. Acredito que essa condição seja obtida com muito esforço e dedicação.

                Com isso, haveria alguém sobre a face da Terra que tenha a pretensão de poder chegar até essa altitude numa só vida humana ? Percorrendo a história da Humanidade, APONTEM-NOS QUEM JÁ CHEGOU LÁ, EXCETO O PRÓPRIO JESUS ? No entanto Paulo diz : "...até que TODOS cheguemos..." TODOS ...

                Então se o Espírito necessita evoluir até esse ponto, evidentemente o fará por intermédio de muitas vidas no corpo, neste tabernáculo no qual habitamos temporariamente, no dizer de São Pedro (II Pedro, 1: 13 e 14).

                Passarei, agora, a repetir trechos da matéria a mim enviada para posterior análise ( R -   =   Resposta ). Não vou analisar todo o Texto de V.Sas., pois não me acho capacitado para tanto. Citarei apenas alguns segmentos que julgo passíveis de comentários. Tive por base, parte dos textos do Escritor Paulo Neto e outros mais gabaritados do que Eu.


I)"...Porque quando o espírito de Adão o primeiro da humanidade, foi colocado aqui em um corpo humano, não havia na terra, ninguém a quem se pudesse pregar..."   "...numa continuação do que começara a fazer nos céus, e colocando dúvida na mente de Eva e Adão, os mesmos desobedeceu a Yahweh Deus, comendo do fruto da árvore do bem e do mal..."

R - Muito Bem. Peço que observem o que diz um Cristão, estudioso da Bíblia, em resposta a perguntas de uma fiel :

Retirado do Site :
https://www.redemptor.com.br


156 - Pergunta : Ouvi um padre dizer que a história de Adão e Eva, contada na Bíblia, não é verdadeira. A Bíblia não é a palavra de Deus ? Em que devo acreditar ?

Resposta : Você provavelmente não entendeu bem o que o padre disse. A história de Adão e Eva é verdadeira, sem dúvida, mas não deve ser compreendida ao pé da letra. Por exemplo, quando Você canta o hino nacional, diz que o Brasil está "deitado eternamente em berço esplêndido". Ninguém vai pensar que existe um berço enorme onde o Brasil está deitado. Mas, através dessa linguagem poética, o autor do hino exprime uma verdade: os brasileiros vivem dentro de um território magnífico, comparável ao berço onde se põe uma criança.

Assim também a Bíblia usa símbolos concretos para explicar coisas espirituais que não podemos ver. Ela diz que Deus formou o homem do pó da terra e insuflou em suas narinas um sopro de vida (Gen 2,7). Mas não pretende que se acredite que Deus tem mãos como nós para modelar uma imagem e que o sopro de sua boca deu vida a uma estátua de barro. É apenas um modo de dizer, utilizado na Bíblia, para revelar verdades muito profundas sobre a nossa vida.

Quer dizer em primeiro lugar que somos criados por Deus: nossa existência é um presente gratuito dele. Não existimos por acaso, nem somos donos da nossa vida, mas a recebemos de Deus. Ele nos criou à sua imagem e semelhança (Gen 1,27), num gesto de amor, para nos comunicar a sua vida e felicidade. O ser humano será feliz à medida que reconhece Deus como seu criador, i.e. colabora com o plano de Deus para que reine a justiça e a paz em toda a família humana.

Este é o verdadeiro sentido da história de Adão e Eva. A Bíblia não é um livro científico nem uma história como qualquer outra. É um livro religioso. Só pode ser entendida quando Você procura nela a mensagem de Deus para sua vida. (João A. Mac Dowell S.J.)


157 - Pergunta : Segundo a Bíblia, o primeiro homem e a primeira mulher foram criados por Deus. Mas a ciência diz que a espécie humana surgiu de outros animais através da evolução. No que devo acreditar ?

Resposta : Não existe contradição entre a verdadeira fé e a verdadeira ciência. Elas tratam da origem do ser humano sob aspectos diversos. Quando a Bíblia diz que o mundo foi criado em seis dias ou que Deus formou Adão do pó da terra e Eva de uma costela de Adão, está usando uma linguagem simbólica, como quando o marido chama sua mulher de "meu coração". O ensinamento da Bíblia não é uma explicação científica da origem da espécie humana, mas uma mensagem religiosa sobre o sentido de nossa vida. Nem por isso deixa de ser verdadeiro, como é verdadeira a declaração de amor do marido à mulher.

Portanto, não há nenhuma oposição entre a narração bíblica e a ciência, quando esta afirma que a evolução do universo desde a sua origem até o aparecimento da vida humana levou bilhões de anos. Nem é contrário à fé cristã admitir que o ser humano surgiu por evolução a partir duma série sempre mais perfeita de animais, chamados pelos cientistas primatas e antropóides. São teorias científicas hoje bastante aceitas. Você como cristão não é obrigado nem a aceitar nem a recusar a teoria da evolução. Também não precisa acreditar que o primeiro homem se chamou Adão e a primeira mulher Eva, porque não é isso que Deus nos quer ensinar através da Bíblia. Adão em hebraico significa simplesmente "homem" e Eva significa "mãe dos viventes".

O cristão pode aceitar a evolução, mas deve acrescentar que todo este universo em transformação, e especialmente o homem, foi criado por Deus. Se o corpo humano tem sua origem na matéria viva já existente, a alma espiritual é criada imediatamente por Deus. Portanto o homem, ao contrário dos outros animais, não deriva simplesmente do universo material: tem uma relação direta com Deus, do qual recebe a sua capacidade de compreender e amar, a sua inteligência e liberdade. A ciência não pode verificar se as afirmações da fé são verdadeiras ou não. Ela trata apenas do que pode observar através dos seus métodos. Mas a criação do mundo e do homem não são acessíveis à observação científica. Se o cientista nega que o mundo foi criado por Deus ou afirma que o ser humano é pura matéria, ele está saindo do seu campo e entrando no campo religioso. Como cientista, ele não tem competência para decidir esta questão, assim como a fé não pretende decidir se a evolução é um explicação verdadeira ou falsa dos dados da realidade.


(João A. Mac Dowell S.J.)


PECADO ORIGINAL


158 - Pergunta : Meus amigos gozaram de mim quando disse que todos os males da humanidade foram causados por Adão e Eva quando comeram do fruto proibido. Devo acreditar nessa história da Bíblia ?

Resposta : Os primeiros capítulos do livro do Gênese têm um estilo muito especial. Quem não sabe ler estas narrações como se deve, acha tudo ridículo. De fato, a cena da serpente tentando Eva a comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal emprega uma linguagem figurada, como a que se usa na poesia ou mesmo nas histórias para crianças. Ninguém deve pensar que uma serpente falou e que o pecado de Adão e Eva consistiu em comer uma fruta. Mas, através dessas imagens, a Bíblia nos oferece um ensinamento religioso muito profundo.

Por que existe tanto mal no mundo ? Por que o ser humano sente a tentação da ambição, da inveja, da violência ? Será que Deus é responsável de tudo isso ? No início do Gênesis já tinha ficado claro que tudo o que Deus criou é bom. Essa frase é repetida sete vezes, a respeito de cada tipo de criatura. Então donde vem a maldade humana com suas terríveis conseqüências ? A narração bíblica explica que a culpa é do próprio ser humano : Prefere seguir o seu desejo egoista a obedecer à orientação de Deus. Em vez de comportar-se como uma criatura, pretende "ser como Deus", decidindo o que é bom e o que é mau, segundo o seu capricho.

Mas a Bíblia introduz um outro personagem na história. O homem e a mulher não estão sozinhos diante de Deus. A serpente significa o tentador, o inimigo de Deus, que procura destruir o plano da criação e provocar a desgraça da humanidade. Ele quer nos enganar sobre o nosso verdadeiro bem. Todos nós sentimos esses pensamentos e desejos egoistas. Mas o ser humano pode resistir à tentação. Segundo o ensinamento da Bíblia, ele é livre para dizer não ao maligno e sim a Deus. Quando peca, vira às costas a Deus, fonte da vida, recusa a sua amizade e a felicidade que ele promete. Comer o fruto proibido é simplesmente ceder à tentação e desobedecer à ordem de Deus. Daí vem todo o sofrimento da humanidade.

É esta a grande lição da história do pecado de Adão e Eva. Confiar em Deus, seguindo o caminho que ele mostra, é fonte de bênção. Afastar-se de Deus para seguir os próprios caminhos, é a causa de toda a miséria da humanidade. Por causa do seu pecado, Adão e Eva são expulsos do paraíso, onde viviam felizes juntos de Deus. É uma imagem das conseqüências da recusa de Deus e do seu amor. Mas a bondade de Deus supera a nossa maldade. Ele promete a salvação por meio da descendência da mulher. Jesus esmagará a cabeça da serpente.


(João A. Mac Dowell S.J.)



161 - Pergunta : Segundo a teoria da evolução, os primeiros seres humanos eram muito primitivos. Como isso se concilia com a história de Adão e Eva que viviam felizes no paraíso antes de pecarem ?

Resposta : Em primeiro lugar é preciso entender bem o que pretende dizer o livro do Gênese com a história de Adão e Eva no jardim do paraíso. Não se trata dum lugar em alguma parte da terra. Mas duma maneira simbólica de descrever uma situação ideal de felicidade do ser humano, resultado de sua amizade com Deus. A Bíblia quer dizer que Deus, ao criar o homem, ofereceu-lhe a oportunidade de se realizar através do amor.

Mas o primeiro homem, conforme a Bíblia, não aceitou a proposta de Deus. Por um ato livre de sua vontade, preferiu seguir os seus desejos egoístas. Por causa dessa desobediência afastou-se de Deus, perdendo todos os bens que ele lhe prometera. Portanto, a situação ideal, descrita com a imagem do paraíso, nunca se realizou. Com o seu pecado Adão não foi privado duma perfeição que já possuía, mas perdeu a oportunidade de entrar num estado superior de vida e felicidade, que lhe era oferecido.

Entendida dessa maneira a verdade religiosa do paraíso e do pecado de Adão não se opõe à explicação científica da origem da espécie humana através da evolução biológica. Como a situação paradisíaca era apenas uma oferta, recusada pelo primeiro homem, nunca foi uma realidade histórica. Portanto, não interferiu na evolução, nem modificou as condições de vida dos primeiros seres humanos, como são descritas pela investigação científica. Mas o pecado de Adão é um fato histórico. Apesar de não se manifestar externamente, teve conseqüências negativas. Se o dom de Deus tivesse sido acolhido pelo homem, a história da humanidade teria sido muito diferente.

Por outro lado, o fato de ser primitivo do ponto de vista tecnológico, mais ou menos como alguns povos indígenas que só conhecem instrumentos de pedra, não impediu o primeiro homem de tomar decisões livres. A qualidade moral duma pessoa e a intensidade de sua fé religiosa não dependem do grau de evolução cultural. De fato, conhecemos pessoas, consideradas altamente civilizadas, que não demonstram possuir nenhum sentimento moral. Ao contrário, existem pessoas culturalmente simples e atrasadas, que têm uma sensibilidade moral e religiosa muito fina: são plenamente capazes de distinguir entre o bem e o mal.

A teoria da evolução não deve abalar a sua fé na verdade cristã do pecado original.


(João A. Mac Dowell S.J.)


OBS : Os seguimentos em negrito acima, foram destaques feitos por mim.



                Além de tudo, há poucos meses atrás, na Rede CNT, o Missionário R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, o qual V.Sas. devem conhecer, ou no mínimo, já ouviram falar, disse, baseando-se em leituras Bíblicas :


"...Irmãos, faz 6 mil anos que Adão e Eva estiveram aqui na Terra..."


                Ora, 6 mil anos ??? Sabemos que as primeiras civilizações humanas são mais antigas ainda. Veja, apenas como exemplo, o que diz a Agência de Notícias EUROPA PRESS :


Uma civilização que remonta o ano 7.500 a.C. foi descoberta no fundo do mar, na costa ocidental da Índia, informou o governo indiano. Os vestígios mais antigos, de vida humana em sociedade, conhecidos até agora datavam de, aproximadamente, 4 mil anos antes de Cristo. Os arqueólogos encontraram, 40 metros abaixo do nível do mar, restos que indicam a presença de uma civilização humana. Os vestígios incluem dentes e ossos fossilizados, pedaços de esculturas, um aposento que seria um banheiro e uma construção que assemelha-se a um templo. As informações são do Ministro indiano de Recursos Humanos, Murli Manohar Joshi. Na Índia, os povos mais antigos que se tem notícia são os Harrapa e os Mohenjodaro. Ambos floresceram no Vale do Indo, no ano 2.500 a.C. - Trata-se de um tipo de civilização Harrapa, porém muito mais antiga, disse Joshi, a respeito das ruínas encontradas no fundo do mar. Os estudos arqueológicos foram realizados no Golfo de Cambay, no Mar da Arábia, em frente a costa do estado indiano de Gujarat.


                Além disso, a Ciência já demonstrou, de forma inequívoca e farta, que os vestígios da raça humanóide, em suas vertentes, datam de mais de 7 Milhões de anos. Por que Deus criaria seres com características humanóides, há milhões de anos atrás, para depois destruí-los e depois inventar Adão e Eva ? Será que Deus fez algo que julgou errado, e quis depois refazer sua obra ? Ora, isso seria impossível, porque Deus JAMAIS faz algo errado, pois Deus é perfeito e disso ninguém pode discordar !!!

                Se devemos ler e aceitar "cegamente" tudo o que esta na Bíblia ( a qual foi alterada inúmeras vezes pelos homens, segundo os seus interesses ), como entender o que a Ciência revela de forma inquestionável ??? Será que os Cientistas são demônios que querem enganar a humanidade ??? SE fosse assim, estamos usando instrumentos do maligno para nos corresponder, pois a informática também é um produto da Ciência.

                E mesmo que as descobertas Científicas de milhões de anos atrás se relacionem a macacos, por que Deus criaria primeiro macacos e depois os seres humanos ??? Será que Deus achou mais importante fazer primeiro macacos e depois o Homem ??? Será que Deus estava treinando, ensaiando a criação para depois fazer seres à Sua Imagem e Semelhança ???

                COMO SE EXPLICA A EXISTÊNCIA DE SERES HUMANOS QUE VIVERAM ANTES DE ADÃO E EVA, SE SEGUNDO O ENTENDIMENTO RELIGIOSO ORTODOXO, ADÃO E EVA FORAM OS PRIMEIROS SERES HUMANOS CRIADOS POR DEUS ???

                Acredito que a civilização Indu, acima citada pela Europa Press, não deixa dúvidas. Reitero : Se Adão e Eva foram os primeiros seres Humanos criados por Deus, como explicar a descoberta de outros seres humanos, que viveram em forma de sociedade e que existiram antes de Adão ???



II) "...Também não viemos aqui para resgatarmos karmas de reencarnações passadas, pois a vida do homem na terra é uma só, e a sua missão na terra se encerra em si mesmo nesta vida, sendo que passado este estágio, iremos ao estágio seguinte, que é o paraíso para os justos e o lugar de tormento para os ímpios, sendo que o paraíso já é parte do reino dos céus, e o lugar de tormento é parte do reino do inferno..."

R - Não estaria de acordo com a equidade, nem com a bondade de Deus, castigar para sempre aqueles que encontraram obstáculos ao seu progresso, independentemente da sua vontade, no próprio meio onde foram colocados. Se o destino do homem está irrevogavelmente fixado após a sua morte, Deus não teria pesado as ações de todos na mesma balança, e não os teria tratado com imparcialidade.

                Gostaria de saber se é justo recebermos uma pena eterna pelos erros cometidos por uma passagem rápida pela vida. Se vivêssemos uns 100 anos e neles só cometêssemos erros, é perfeitamente aceitável como justo 100 anos de "inferno", não mais que isto. Mas ainda, admitem Deus, que dizem ser a suprema justiça, nos dando castigo bem maior que os nossos erros. Vejam que o tratamento do ser humano para com um criminoso é mais justo que o de Deus, pois coloca-o na prisão por um tempo em que ele possa pagar sua pena e ainda voltar a conviver em sociedade, chegando ao ponto de reduzir sua pena se ele tiver um bom comportamento dentro do estabelecimento penal.

                As características do nosso caráter, que temos muitas vezes desde criança, é apenas um reflexo de experiências, pelas quais passamos na escala evolutiva, adquiridas em nossas vidas anteriores, assim como os conhecimentos e toda e qualquer tendência que possamos ter. Outras situações como corpo deformado e riqueza, por exemplo, seriam oportunidades de aprendizado para o nosso espírito que em vidas passadas violou as leis divinas, que agora na prisão de um novo corpo físico busca aprender, reparar e depurar-se para depois ser libertado e conquistar as alturas celestiais. Devemos compreender, finalmente, que sendo o nosso espírito eterno ele é mais importante que o nosso corpo físico, assim é a ele que devemos valorizar, buscando incansavelmente seu aprimoramento, sua evolução moral e espiritual, para que um dia estejamos junto ao Pai Celestial.



III) "...Mas houve um desses seres no céu, que se degenerou da sua santidade, e se voltou contra Yahweh Deus - Lúcifer era o seu nome-. Lúcifer, tendo corrompido a sua mente, se rebelou contra Yahweh Deus, e passou a enganar a toda criação celestial, conseguindo conquistar muitos para o seu lado, chegando a corromper 1/3 (um terço) da criação de Deus ..."

R - Os Espíritas não acreditam em demônios, satanás, seres eternamente voltados para o mal, como Vocês acreditam. Na minha opinião, o que existem, e que nos perturba, são espíritos que já viveram aqui, na carne. Muitos deles ainda não obtiveram evolução, e portanto nos influenciam de maneira negativa, podendo prejudicar, e muito, nossas vidas. Assim, devemos manter nossos pensamentos em elevada sintonia com Jesus, para não dar guarida a espíritos impuros.

                Mas V.Sas. poderão dizer que na Bíblia, Cristo mencionava os termos "demônios", "satanás", etc. Muito bem. Nas Passagens que Jesus assim se referia, deve-se, como em muitas outras coisas, separar o que é apenas figura ou alegoria. Os homens com quem Jesus falava, ainda eram incapazes de compreender as questões puramente espirituais. Cristo tinha, então, de apresentar imagens materiais chocantes e próprias a impressionar. Para melhor apreenderem o que dizia, Jesus não se afastava muito das ideias correntes da época, quanto à forma das expressões literais e de impacto, reservando sempre ao porvir, a verdadeira interpretação de suas palavras e dos pontos sobre os quais não podia explicar-se claramente naqueles tempos. Se até hoje há divergências nos entendimentos das Palavras de Cristo, imagine naquela época !!!

                E talvez V.Sas. se surpreendam com testemunhos de Teólogos eminentes, estudiosos do Cristianismo, respeitados até no mundo Científico, os quais dizem que satanás simplesmente não existe ! Os teólogos, COM BASE NA BÍBLIA, desmentem a existência de visões fantasiosas sobre o demônio.

                Note bem, por incrível que pareça, não são Espíritas que afirmam o que se segue. Peço que leiam atentamente :



ABRE ASPAS :


Objetam que Cristo, nos Evangelhos e a Bíblia em geral, falam muitas vezes dos demônios. É de fato, esse, o principal argumento em que se fundamenta a Teologia; e sem esta base, perderia muitíssimo do seu valor, a Tradição da existência do demônio.

Mas será esta mesma a intenção de Cristo, ou seja, afirmar a existência do demônio tal como a Tradição e o Magistério Eclesiástico o entendem ? Os judeus e protestantes deixam muita liberdade na interpretação dessa tradição.

Por sua vez, como porta-vozes e intérpretes dessa Tradição, estão os Concílios e o Magistério da Hierarquia Eclesiástica. Mas nem tudo quanto afirmam os Concílios ou os pronunciamentos da Hierarquia da Igreja é infalível. Para que um Concílio seja infalível deve ser ecumênico ; deve pretender definir com toda sua autoridade recebida de Cristo e diretamente aquela proposição. Isto suposto, o que se afirma é que não existe definição papal ex-cátedra ou de algum Concílio Ecumênico claramente pretendida e direta, a respeito da existência dos demônios ( com respeito a possessões, intervenções, etc, certamente não há nenhum dogma ).

No texto do Concílio Lateranense IV, não há certeza nenhuma de que se pretenda dar alguma definição sobre a existência dos demônios. No texto Conciliar ("Os diabos foram criados por Deus bons por natureza ; eles, porém, fizeram-se maus pelo pecado") é realmente muito mais provável que se pretendesse condenar a teoria de que Deus fosse responsável pela criação de seres maus por natureza, como alguns pretendiam acerca dos demônios : tudo o que Deus criou é bom ; se alguém se torna mau é tão somente pelo uso indevido de sua liberdade.

Afirmar que com esse texto clara e diretamente se pretenda definir a existência do demônio, é no mínimo, discutível. Portanto não é certo qualificar de herege a quem negar a existência dos demônios. Grandes teólogos negaram a possibilidade da possessão demoníaca. E o exorcismo não é uma lei disciplinar universal da Igreja. A bula que o proclamou tem apenas um sentido de exortação e não o obriga dogmaticamente em termos de fé, nem sequer como ordem disciplinar universal. Ela foi publicada no tempo das bruxarias e das superstições, quando a ciência não tinha condições de interpretar fatos de fundo parapsicológico e os atribuía ao diabo. A possessão de uma pessoa pelo demônio é filosoficamente e psicologicamente impossível.

Nunca vi uma pessoa emocionalmente equilibrada ficar possuída pelo "demônio". Só os histéricos, epilépticos e outros doentes acreditam estar possuídos. As mulheres parecem acreditar mais que os homens e a puberdade é a idade mais vulnerável a essas ilusões. Trata-se sempre de distúrbios psicofisiológicos. É a ciência, e não a Igreja, que cabe dizer se um fato pertence ou não aos fenômenos naturais deste mundo.


Lúcifer ??!!!


Lúcifer é o príncipe dos diabos ???! De onde tiraram isso, queridos cristãos ?

Anglicanos, luteranos, evangélicos, metodistas, católicos... de onde vocês tiraram isso ?

Lúcifer só está uma única vez, em todo o Antigo Testamento (A.T) ., e Isaías (Is 14,12) compara a queda de Nabucodonosor, um rei muito brilhante, com a queda de Lúcifer, ( "que leva a luz, a estrela da manhã, o mais brilhante, o planeta Vênus, que desaparece de repente no céu ) . " Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva ! Como foste lançado por terra tu que prostravas as nações!" (Is 14,12)

Então Isaías compara a queda do rei Nabucodonosor a Lúcifer ! ( A queda do rei seria semelhante a queda da estrela da manhã, ou seja, planeta Vênus no céu ). E nós cristãos, sem estudar, convertemos Lúcifer, " caiu ? ", em um anjo rebelde. O chefe dos anjos rebeldes ! Teria havido uma guerra dos anjos ? os anjos bons capitaneados por São Miguel contra os anjos maus, capitaneados por Lúcifer e, como em todo filme, ganharam os bons e perderam os maus !

Cristãos, de onde vocês tiraram isso ? Onde isso está na Bíblia ?


ONDE ESTÁ A GUERRA DE ANJOS NA BÍBLIA ?


Alguém pode dizer: " No apocalipse de São João ! " Realmente está ! São João compara, tudo metafórico ! Compara o dragão " com sete cabeças, com sete diademas... com sua calda derruba 1/3 das estrelas do firmamento, o antigo satã... da boca do dragão saem os maus profetas que ensinam doutrinas erradas ". O apocalipse é um livro de profecia, está descrevendo uma profecia para os cristãos ; não está descrevendo uma guerra de anjos, que teria havido antes da criação do mundo ( lenda ! ) Está se referindo a uma lenda do século II A.C., o livro de Enoc, um livro de lendas ; os judeus tinham muitas lendas e os primeiros cristãos, sem estudar pensaram que o livro de Enoc era um livro da Bíblia. Não é ! É um livro de lendas. Então os judeus diziam que todos os povos pagãos faziam guerras de deuses e pensaram : "Como é que pode haver guerras de deuses se só há um Deus ? ". Então, os cristãos converteram guerra de deuses em guerra de anjos, os bons capitaneados por São Miguel e os maus por Lúcifer. Isso é uma lenda !!!

Sabem quem São João compara à estrela da Manhã (Lúcifer) ?

São João no Apocalipse diz de Jesus ( Apocalipse 22, 16 ): " Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas a favor das igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã." Comparando Jesus ressuscitado com o brilho da estrela da manhã (Lúcifer).

Concluindo : Lúcifer não tem nada a ver com anjo rebelde e nem com Príncipe dos Demônios. A palavra Lúcifer significava a estrela da manhã, a estrela que mais brilha no céu a noite, e hoje sabemos que é o planeta Vênus. E foi comparado por Isaias à queda do rei Nabucodonosor ( por sua rápida queda ) e comparado à Jesus Ressuscitado, por São João no Apocalipse por seu brilho intenso.


Quem é Satã no Antigo Testamento ?


É provável que haja relação da palavra hebraica satã com a posterior palavra árabe shaitan, que originalmente, ao que opinam alguns, significava serpente. Alguns povos vizinhos de Israel representavam seus ídolos sob a forma de serpente. Satã, serpente, ídolo seriam sinônimos. A serpente do paraíso seria assim compreendida de outro ângulo : representação de um ídolo, uma divindade.

A palavra satã nada tem a ver com os anjos caídos, ou demônios no conceito clássico cristão.

Em 15 oportunidades, dependendo das versões, aparece o termo satã no antigo testamento :


A) Com referência a Davi diziam os príncipes filisteus : " Não se volte contra nós no combate " . de acordo com o original hebraico seria: " Não se torne satã (inimigo) nosso no combate " (1Sm 29,4)

B) Davi aplica o termo satã aos homens que se opõem à vontade de Deus tentando o rei para que mate o benjaminita que o injuriou. Satã significa a oposição humana a Deus. A Bíblia de Jerusalém traduz por adversários do próprio Davi, no sentido de tentadores : " Davi disse : Que tenho eu convosco filhos de Sarvia, para que vos torneis hoje meus adversários ? Poderia ser alguém condenado à morte hoje em Israel ? " (2Sm 19,23)

C) A Bíblia de Jerusalém traduz simplesmente por adversário onde o original hebraico diz satã ; Salomão afirma que " agora não tenho satã nem infortúnio " ( 1Rs 5,18 ou 5,4 da Vulgata )

D) Pouco depois, já há dois satãs para Salomão. A palavra satã aparece três vezes. A Bíblia de Jerusalém volta a substituir satãs pelas palavras adversário e inimigo (1Rs 11,14.23.25)

E) No primeiro livro dos Reis (21,13) o termo satã qualifica duas falsas testemunhas. A Bíblia de Jerusalém traduz sua atitude em satã, por inescrupulosos. O salmo 108 (ou 107, 12-13) chama de satã os inimigos em geral e o acusador no julgamento. A Bíblia de Jerusalém emprega as palavras rejeição e opressão.

F) Igualmente satã é para o salmista, mais uma vez, um acusador no julgamento: "Designa um ímpio contra ele, que um acusador (satã) se poste à sua direita" (Sl 109,6)

G) Depois do exílio, satã personifica o promotor que no tribunal divino é encarregado de acusar. Iahweh " me fez ver Josué, sumo sacerdote, que estava de pé diante do Anjo de Iahweh e satã que estava de pé à sua direita para acusá-lo..." (Zc 3,1s). Imagina-se o Supremo Juiz como um rei terreno rodeado de sua corte. Dentre os servidores, um deles tem o cargo de satã, de acusador. Satã é um cargo, não uma pessoa. Não é um nome próprio, é um título.

H) O livro de Jó (1,6) refere que um dos filhos de Deus se apresenta diante do trono de Iahweh. O nome que lhe é dado é satã. O nome comum representa o cargo de acusar, e também a adversidade, a inimizade, a oposição que é permitida ou sancionada por Iahweh.

I) No Eclesiástico, emprega-se a palavra satã no sentido de alguma espécie de inimigo. Trata-se provavelmente do próprio instinto mau interior: "Quando o ímpio maldiz Satã, ele maldiz a si próprio" (Eclo 21, 27)

J) Em Habacuc (2,5), satã designa a peste. Na Bíblia de Jerusalém é traduzido por Xeol, o lugar da morte.

L) No primeiro livro dos Macabeus, designa-se com o termo satã, a "gente ímpia" e os "homens perversos" (1Mc 1,34). A Bíblia de Jerusalém traduz o termo satã por adversário maléfico: " Aquilo era uma emboscada para o lugar santo, um adversário maléfico para Israel constantemente " (1Mc 1,36).

M) O termo satã é aplicado a um ser sobrenatural no Livro dos Números : é a oposição feita por Iahweh. O texto diz que o anjo de Iahweh, mensageiro de Iahweh, isto é, o próprio Iahweh, se interpõe no caminho de Balaão. " Sou Eu que vim barrar-te a passagem ", segundo a Bíblia de Jerusalém. No original em hebraico é : " Sou eu quem vim contra ti em satã" = em oposição (Nm 22,32).

N) Como em Jó e em Números, o satã das crônicas (1Cor21,1) é representante de Deus.

O) O Livro da Sabedoria foi escrito em grego, ignoramos qual seria a palavra escolhida pelo autor sagrado se escrevesse em hebraico. O autor utiliza a palavra grega diábolos ( termo com a qual os setenta Estudiosos traduziram o Antigo Testamento antes de Cristo ) normalmente traduzem a palavra hebraica satã : " É por inveja do Diabo que a morte entrou no mundo " (Sb 2,24). Como Paulo (Rm5,12) ensina que pelo pecado de Adão entrou a morte no mundo e o pecado pela tentação da serpente, o termo satã designaria aqui a serpente do Paraíso.


Portanto, no Antigo Testamento, satã não representa um ser que possamos considerar um demônio no sentido cultural cristão de um ser sobre-humano e perverso. O nome Satã, ou Satanás, no Antigo Testamento personifica a inimizade, dificuldade, contradição.

A palavra satã, na sua forma verbal, stn em hebraico, aparece seis vezes no Antigo Testamento (Zc 3,1; Sl 38,21; Sl 71,13; Sl 109,4; Sl 120,29). Poderíamos traduzi-lo por "satanizar" . Os Setenta ( Estudiosos que traduziram o Antigo Testamento antes de Cristo ) geralmente traduzem o verbo stn por endiabállo, em grego. Caluniar nas línguas vernáculas e o substantivo satã, os Setenta geralmente o traduzem por diábolos, que significa caluniador. A Bíblia de Jerusalém geralmente traduz por acusar.


FECHA ASPAS.



IV) "ÉRAMOS ESPÍRITOS NOS CÉUS"

R - Concordo plenamente com a teoria da preexistência do Espírito. Muitas Religiões, e até mesmo algumas divisões do Protestantismo, acreditam que o Espírito é criado no momento da concepção / gestação / nascimento. Porém, na minha opinião, o Espírito já existia, antes de habitar o corpo humano.



V) "Sendo que em todas as questões, há os que ficam de um lado, há os que ficam do outro lado, e há os que ficam indecisos, também nos céus houve os que ficaram logo do lado de Lúcifer, os que ficaram fiéis a Yahweh Deus e os que ficaram indecisos, sem tomar partido nem do lado de Lúcifer de Yahweh Deus ..."

"... E a parte dos indecisos, o que se poderia fazer com ela? Não podiam esses, seres espirituais serem condenados à perdição imediatamente juntos com Satanás e seus anjos, pois eles não tomaram partido ao lado de Lúcifer. Mas, também não podiam permanecer nos céus, pois que, não demonstraram a sua fidelidade a Yahweh Deus. Ficaram indecisos no momento cruciante de tomarem a decisão. Não podendo esses seres serem condenados juntamente com Lúcifer e seus anjos, e não podendo permanecerem nos céus, haver-se-ia de se preparar um lugar para eles. E um lugar foi reservado para esses espíritos indecisos, e de tem sido mandados gradativamente para o planeta terra..."


R - Se por um acaso, alguém perguntasse aos Senhores se querem ficar ao lado de Deus ou do lado de "lúcifer", eu não teria dúvidas que V.Sas. responderiam que querem ficar ao lado de Deus !!!   V.Sas. também nunca diriam que estão em dúvida com relação a Isso !!!   Todas as pessoas que possuem fé inabalável em Cristo e que procuram praticar Seus Ensinamentos ( dentre as quais eu humildemente me incluo ) querem ficar ao lado de Deus !!!   Mas no entanto, todos nós continuamos aqui na Terra !!!

                Se tínhamos dúvida quando estávamos no Paraíso, agora não temos mais, e no entanto, Deus continua a nos manter aqui, presos à Terra. Poderiam V.Sas. alegar que o tempo de uma vida é o tempo necessário para uma decisão definitiva, pois a qualquer momento, poderíamos mudar de opinião, para o bem ou para o mal.

                Se me permitem, não creio ser esta forma a mais justa, pois muitos passam praticamente a vida inteira praticando iniquidades, sendo desonestos, trapaceando e, no final da vida pedem perdão e pronto ! Estão ao lado de Deus ???!!!

                Apenas para exemplificar, imaginemos que Hitler, para sermos mais simples, chegasse ao final da vida ( não me refiro ao suicídio ) e, com cara de santinho, dissesse chorando que estava arrependido de tudo. Por acaso, esse facínora iria para o Paraíso ???

                Acho essa uma justiça estranha pois estupradores criminosos, traficantes, assassinos, ficariam ao lado de Deus, juntamente com aqueles que passaram a vida inteira praticando os Ensinamentos de Jesus.

                Muitos convertidos de última hora acham EXATAMENTE ISSO, ou seja, interpretam literalmente dessa maneira. E com isso, a reforma íntima fica adiada para o final da vida, quando já aproveitaram bastante, fizeram tudo para se dar bem na vida, e quando chega o final, se arrependem, perdem perdão, fazem cara de santinho e assim acham que vão para o Paraíso ... Lembremo-nos das palavras de Cristo, em Mateus 7:21


"Nem todo aquele que me diz : Senhor, Senhor ! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus."


                É claro que Deus vê o íntimo de cada um e somente chamará para a Sua direita, àqueles que REALMENTE seguiram os Seus ensinamentos. Mas o mal está naqueles que ingenuamente ( ou maliciosamente ) aplicam para si, de forma conveniente, alguns ensinamentos que dão margem às suas próprias e interesseiras interpretações.

                Finalizo aqui, deixando bem claro e reiterando todo o meu respeito pela Religião de V.Sas. O que fiz, foi expor minha opinião, face às questões a mim apontadas.


Abraços Fraternos

Jefferson





O PATRIARCA REV. DORIVAL MOURA ENVIA-ME, NOVAMENTE, SUA MENSAGEM, EM 26.11.02. ANTES DE CADA RESPOSTA, HÁ REPETIÇÕES DE ALGUNS TRECHOS DO MEU ÚLTIMO E-MAIL :



"Contudo, não acredito que tal perfeição venha de súbito, quando, aqueles que partirem da Terra e, havendo merecimento, passarem ao paraíso. Acredito que essa condição seja obtida com muito esforço e dedicação."

R - Esse esforço há de ser feito aqui, enquanto estamos na terra, e não em outra esfera. (outra vida).



"Com isso, haveria alguém sobre a face da Terra que tenha a pretensão de poder chegar até essa altitude numa só vida humana ? Percorrendo a história da Humanidade, APONTEM-NOS QUEM JÁ CHEGOU LÁ, EXCETO O PRÓPRIO JESUS ? No entanto Paulo diz : "...até que TODOS cheguemos..." TODOS ..."

R - Até que todos cheguemos... isto é: Até que todos cheguemos à condição e aperfeiçoamento aqui na terra de filhos de Deus,(Note: "aqui na terra". E isso se dá quando aceitamos e praticamos os ensinos de Yahshua (Jesus). Assim como ninguém subiu, também ninguém desceu até hoje para reencarnar. Afinal de contas se precisássemos morrer fisicamente para nascermos numa outra pessoa reencarnada, teríamos até hoje no mundo somente duas pessoas: uma que supostamente fôra reencanação de Adão e outra que fôra reencarnação de Eva. No entanto não é assim. Todos os dias nascem pessoas na terra. O que indubitavelmente prova-nos que o processo de multiplicação da humanidade não passa pela necessidade da reencarnação. Na verdade, cada pessoa que nasce na terra, é um ser único e original enviado por Deus, com tempo de nascer e tempo de morrer, visando um tempo para tomada de decisão, se queremos ficar decididamente do lado de Deus ou do lado de Lúcifer (Satanás).



"Então se o Espírito necessita evoluir até esse ponto, evidentemente o fará por intermédio de muitas vidas no corpo, neste tabernáculo no qual habitamos temporariamente, no dizer de São Pedro (II Pedro, 1: 13 e 14)."

R - É certo que todos nós havemos de deixar esta vida para passarmos a viver em outra vida, na eternidade, seja nos céus ou inferno, conforme as obras feitas por cada um enquanto esteve aqui na terra.



"Passarei, agora, a repetir trechos da matéria a mim enviada para posterior análise. Não vou analisar todo o Texto de V.Sas., pois não me acho capacitado para tanto. Citarei apenas alguns segmentos que julgo passíveis de comentários. Tive por base, parte dos textos do Escritor Paulo Neto e outros mais gabaritados do que Eu."

R - Acho correto assim fazer, como admoestou o Apóstolo Paulo aos atenienses, dizendo :

"Mas quando ouviram falar em ressurreição de mortos, uns escarneciam, e outros diziam: Acerca disso te ouviremos ainda outra vez". Atos, 17:32.

Agora, quanto ao texto de II Pedro 1:13 e 14 que V.S. expõe, não necessariamente estaria ele falando de uma outra vida depois dessa, mas sim, devemos buscar o aperfeiçoamento nesta mesma vida, para depois disso transpormo-nos à vida futura na eternidade, seja no céu ou no inferno, conforme o que cada um fez aqui na terra.

"E de um só sangue fez todas as gerações dos homens, para habitarem sobre toda a face da terra, determinando-lhes os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação"; Atos, 17:26.

Isso mostra, que o Senhor Yahweh Deus determinou o tempo e o limite da nossa habitação na terra. Esse limite e tempo vai do nascimento da pessoa até a morte. (veja o que diz Eclesiastes 3:2). "Há tempo para nascer e tempo para morrer". Ecl. 3:2.



"156- Pergunta : Ouvi um padre dizer que a história de Adão e Eva, contada na Bíblia, não é verdadeira. A Bíblia não é a palavra de Deus ? Em que devo acreditar ?"

R - Se esse padre disse que a Bíblia não é a Palavra de Deus, lamento muito o equívoco que ele comete. Uma prova inequívoca de que a Bíblia é Palavra de Deus, é o cumprimento das profecias a respeito de Yahshua (Jesus). Por favor abra o arquivo "Profecias provam Jesus Messias Prometido".



"156- Resposta : Você provavelmente não entendeu bem o que o padre disse. A história de Adão e Eva é verdadeira, sem dúvida, mas não deve ser compreendida ao pé da letra. Por exemplo, quando Você canta o hino nacional, diz que o Brasil está "deitado eternamente em berço esplêndido". Ninguém vai pensar que existe um berço enorme onde o Brasil está deitado. Mas, através dessa linguagem poética, o autor do hino exprime uma verdade: os brasileiros vivem dentro de um território magnífico, comparável ao berço onde se põe uma criança."

R - Compreendo bem o que o padre quer dizer, mas que não se perca de vista de que todo símbolo trás uma verdade no seu bojo. Quando o poeta diz que o Brasil está deitado em berço esplêndido que existe um país em algum lugar do mundo chamado Brasil, que ninguém deve duvidar disso, ainda que não o conheça. Assim ninguém tem o direito de duvidar do relato bíblico, tão somente porque não o entende.



"Contudo, não acredito que tal perfeição venha de súbito, quando, aqueles que partirem da Terra e, havendo merecimento, passarem ao paraíso. Acredito que essa condição seja obtida com muito esforço e dedicação."

R - Esse esforço há de ser feito aqui, enquanto estamos na terra, e não em outra esfera. (outra vida)



"Assim também a Bíblia usa símbolos concretos para explicar coisas espirituais que não podemos ver. Ela diz que Deus formou o homem do pó da terra e insuflou em suas narinas um sopro de vida (Gen 2,7). Mas não pretende que se acredite que Deus tem mãos como nós para modelar uma imagem e que o sopro de sua boca deu vida a uma estátua de barro. É apenas um modo de dizer, utilizado na Bíblia, para revelar verdades muito profundas sobre a nossa vida."

R - Ainda que Deus se diga que Deus não tem mãos como as nossas, mas deve-se entender que ele tem um poder maior do que o nosso, a ponto de poder modelar o barro e soprar o fôlego em suas narinas, se assim desejou faze-lo. O poder de Deus não deve ser limitado por nossa incompetência.



"Este é o verdadeiro sentido da história de Adão e Eva. A Bíblia não é um livro científico nem uma história como qualquer outra. É um livro religioso. Só pode ser entendida quando Você procura nela a mensagem de Deus para sua vida. (João A. Mac Dowell S.J.)"

R - Quero enfatizar, que ainda que não se tome ao "pé da letra" aquilo que em alguns textos expõem, mas é certo que sendo ou não uma metáfora, ainda assim, a origem da simbologia é verdadeira. No exemplo dado pelo poeta do Hino Nacional, ele somente poderia falar dessas belezas do Brasil, havendo uma referência real do que existe nesta terra. Se alguém fala sobre um determinado assunto simbólico, esse assunto tem que ter origem real. Então, o relato de Adão e Eva existe verdadeiramente.



"157- Pergunta : Segundo a Bíblia, o primeiro homem e a primeira mulher foram criados por Deus. Mas a ciência diz que a espécie humana surgiu de outros animais através da evolução. No que devo acreditar ?"

R - Devemos acreditar no relato da Bíblia que é o mais coerente e verdadeiro. Se o ser humano fosse produto da evolução, tendo iniciado como tubarão, evoluindo depois para outros animais chegando ao estágio de macacos, então com seis mil anos do primeiro ser da suposta evolução, hoje não haveriam mais macacos, pois todos já teriam evoluídos para o estágio de seres humanos. Note que nunca se assim fosse, encontraríamos milhões de pessoas com pequenas caudas, outras com caudas maiores com 20% do tamanho normal, outras com tamanho, outras com 40%, outras com 50% do tamanho da cauda normal, outras com 70%, outras com 80%, outras com 90%, outras com 100% evoluído.



"157- Resposta : Não existe contradição entre a verdadeira fé e a verdadeira ciência. Elas tratam da origem do ser humano sob aspectos diversos. Quando a Bíblia diz que o mundo foi criado em seis dias ou que Deus formou Adão do pó da terra e Eva de uma costela de Adão, está usando uma linguagem simbólica, como quando o marido chama sua mulher de "meu coração". O ensinamento da Bíblia não é uma explicação científica da origem da espécie humana, mas uma mensagem religiosa sobre o sentido de nossa vida. Nem por isso deixa de ser verdadeiro, como é verdadeira a declaração de amor do marido à mulher."

R - A própria Bíblia relata a genealogia da humanidade, confirmada pela ciência, na história da civilização, mostrando que nesses seis mil anos de existência humana não houve nem uma alteração da espécie humana. Mas, o que se sabe é que não houve até agora nenhuma alteração da espécie humana.



"Portanto, não há nenhuma oposição entre a narração bíblica e a ciência, quando esta afirma que a evolução do universo desde a sua origem até o aparecimento da vida humana levou bilhões de anos. Nem é contrário à fé cristã admitir que o ser humano surgiu por evolução a partir duma série sempre mais perfeita de animais, chamados pelos cientistas primatas e antropóides. São teorias científicas hoje bastante aceitas. Você como cristão não é obrigado nem a aceitar nem a recusar a teoria da evolução. Também não precisa acreditar que o primeiro homem se chamou Adão e a primeira mulher Eva, porque não é isso que Deus nos quer ensinar através da Bíblia. Adão em hebraico significa simplesmente "homem" e Eva significa "mãe dos viventes"."

R - A teoria que os céticos apresentam para desmerecer a credibilidade da Bíblia, de que essa alteração do ser humano só se dá em bilhões de anos, não convence, visto que se a evolução é constante e permanente, alguns que tivessem num estágio de 50, 60, 70,80, 90%, do ser humano normal.



"Além disso, a Ciência já demonstrou, de forma inequívoca e farta, que os vestígios da raça humanóide, em suas vertentes, datam de mais de 7 Milhões de anos. Por que Deus criaria seres com características humanóides, há milhões de anos atrás, para depois destruí-los e depois inventar Adão e Eva ? Será que Deus fez algo que julgou errado, e quis depois refazer sua obra ? Ora, isso seria impossível, porque Deus JAMAIS faz algo errado, pois Deus é perfeito e disso ninguém pode discordar !!! "

R - Se V.S crê de verdade nas datações que a Ciência apresenta, eu respeito o seu ponto de vista, mas há de se saber a respeito das inúmeras contradições que a ciência tem apresentado à humanidade e depois tem refeito o seu conceito a respeito do assunto. Exemplo: A ciência disse que a terra era plana e sustentou isso durante a renascença, até que reformularam esse conceito, mudando para outro conceito de que a terra era redonda conforme ensina a Bíblia a 3000 anos conforme está em Job 26:7. Também a ciência disse que a terra era sustentada por por 4 elefantes apoiados sobre uma gigante tartaruga marinha. No entanto a Bíblia ensina há 3000 mil anos que a terra está sustentada no nada. Isaias 40:22, cuja afirmação a ciência hoje admite. A Bíblia sempre tem razão, porque ela é a palavra de Deus. Até hoje ainda persiste a controvérsia sobre a datação do manto de Turim, a respeito do qual ainda não se chegou à conclusão de sua data exata medida pelo processo do carbono 14.



"Se devemos ler e aceitar "cegamente" tudo o que esta na Bíblia ( a qual foi alterada inúmeras vezes pelos homens, segundo os seus interesses ), como entender o que a Ciência revela de forma inquestionável ??? Será que os Cientistas são demônios que querem enganar a humanidade ??? SE fosse assim, estamos usando instrumentos do maligno para nos corresponder, pois a informática também é um produto da Ciência."

R - Pela resposta à acima se pode notar que a ciência nem sempre é digna de credibilidade de maneira inquestionável. É certo de que a ciência não é demônio, mas muitas vezes age influenciada por ele. E por esta razão é que temos de ter a devida cautela ao afirmar que tudo o que a ciência diz merece credibilidade.Muitas vezes não tem sido assim, como os exemplos dados acima.



"E mesmo que as descobertas Científicas de milhões de anos atrás se relacionem a macacos, por que Deus criaria primeiro macacos e depois os seres humanos ??? Será que Deus achou mais importante fazer primeiro macacos e depois o Homem ??? Será que Deus estava treinando, ensaiando a criação para depois fazer seres à Sua Imagem e Semelhança ??? "

R - Muitas das descobertas tidas como dignas de credibilidade, ao passar dos tempos tem se mostrado como inverídicas ou falsas. No Livro The Fate of the Earth (O Destino da Terra) lemos: Realizou-se em Upsala na Suécia, uma conferência que reuniu os peritos mundiais, incluindo radioquímicos, arqueólogos e geólogos, e chegaram à conclusão: Há apenas 6 ou 7 milhares de anos emergiu a civilização, habilitando-nos a construir um mundo humano.



"COMO SE EXPLICA A EXISTÊNCIA DE SERES HUMANOS QUE VIVERAM ANTES DE ADÃO E EVA, SE SEGUNDO O ENTENDIMENTO RELIGIOSO ORTODOXO, ADÃO E EVA FORAM OS PRIMEIROS SERES HUMANOS CRIADOS POR DEUS ???"

R - Reitero o que disseram os cientistas, na Conferência Mundial em Upsala na Suécia reunindo os peritos mundiais, incluindo radioquímicos, arqueólogos e geólogos, e chegaram à conclusão: Há apenas 6 ou 7 milhares de anos emergiu a civilização, habilitando-nos a construir um mundo humano. Livro: The Fate of the Earth (O Destino da Terra).



"Acredito que a civilização Indu, acima citada pela Europa Press, não deixa dúvidas. Reitero: Se Adão e Eva foram os primeiros seres Humanos criados por Deus, como explicar a descoberta de outros seres humanos, que viveram em forma de sociedade e que existiram antes de Adão ???"

R - Como V.S. tem dado muito crédito às questões da ciência, é preciso observar esta citação científica dos peritos mundiais reunidos em Upsala, Suécia.



"Não estaria de acordo com a equidade, nem com a bondade de Deus, castigar para sempre aqueles que encontraram obstáculos ao seu progresso, independentemente da sua vontade, no próprio meio onde foram colocados. Se o destino do homem está irrevogavelmente fixado após a sua morte, Deus não teria pesado as ações de todos na mesma balança, e não os teria tratado com imparcialidade."

R - Na verdade Deus tem se mostrado com alta equidade, visto que tem sido longânime para com todos, dando-lhes o tempo necessário para a tomada de decisão.



"Gostaria de saber se é justo recebermos uma pena eterna pelos erros cometidos por uma passagem rápida pela vida. Se vivêssemos uns 100 anos e neles só cometêssemos erros, é perfeitamente aceitável como justo 100 anos de "inferno" não mais que isto. Mas ainda, admitem Deus, que dizem ser a suprema justiça, nos dando castigo bem maior que os nossos erros. Vejam que o tratamento do ser humano para com um criminoso é mais justo que o de Deus, pois coloca-o na prisão por um tempo em que ele possa pagar sua pena e ainda voltar a conviver em sociedade, chegando ao ponto de reduzir sua pena se ele tiver um bom comportamento dentro do estabelecimento penal."

R - Note que, Deus deu ao espírito do homem, vida eterna. Se o ser humano formado de corpo alma e espírito, despreza a Deus, ele estará desprezando a vida eterna concedida por Deus; e ficará neste estado até que se complete o tempo de expiação marcado por Deus, em conseqüências dos seus erros cometidos aqui, cujos erros são ligados às suas ações cometidas na terra. Note que, o que se comete na terra, não pode sofrer recambiamento para outra esfera, nem para outra vida, e depois voltar aqui novamente para ter outra chance, e fazer a mesma coisa, tornando-se assim um circulo vicioso.



"As características do nosso caráter, que temos muitas vezes desde criança, é apenas um reflexo de experiências, pelas quais passamos na escala evolutiva, adquiridas em nossas vidas anteriores, assim como os conhecimentos e toda e qualquer tendência que possamos ter. Outras situações como corpo deformado e riqueza, por exemplo, seriam oportunidades de aprendizado para o nosso espírito que em vidas passadas violou as leis divinas, que agora na "prisão" de um novo corpo físico busca aprender, reparar e depurar-se para depois ser libertado e conquistar as alturas celestiais. Devemos compreender, finalmente, que sendo o nosso espírito eterno ele é mais importante que o nosso corpo físico, assim é a ele que devemos valorizar, buscando incansavelmente seu aprimoramento, sua evolução moral e espiritual, para que um dia estejamos junto ao Pai Celestial."

R - Todavia, não podemos esperar que aquilo que se fez num corpo seja pago por outro corpo. Mesmo porque aquele "novo corpo" não teria consciência do seu erro cometido, e assim ficaria infrutífero e impossível o arrependimento e o resgate do erro antes cometido.



"Os Espíritas não acreditam em demônios, satanás, seres eternamente voltados para o mal, como Vocês acreditam. Na minha opinião, o que existem, e que nos perturba, são espíritos que já viveram aqui, na carne. Muitos deles ainda não obtiveram evolução, e portanto nos influenciam de maneira negativa, podendo prejudicar, e muito, nossas vidas. Assim, devemos manter nossos pensamentos em elevada sintonia com Jesus, para não dar guarida a espíritos impuros."

R - Mas, segundo o que V.S. diz, há espíritos voltados para o mal. São justamente esses espíritos que Jesus chamou-os de demônios, Satanás, etc. O próprio Jesus fez referência a eles repreendendo-os severamente.



"Mas V.Sas. poderão dizer que na Bíblia, Cristo mencionava os termos "demônios", "satanás", etc. Muito bem. Nas Passagens que Jesus assim se referia, deve-se, como em muitas outras coisas, separar o que é apenas figura ou alegoria. Os homens com quem Jesus falava, ainda eram incapazes de compreender as questões puramente espirituais. Cristo tinha, então, de apresentar imagens materiais chocantes e próprias a impressionar. Para melhor apreenderem o que dizia, Jesus não se afastava muito das idéias correntes da época, quanto à forma das expressões literais e de impacto, reservando sempre ao porvir, a verdadeira interpretação de suas palavras e dos pontos sobre os quais não podia explicar-se claramente naqueles tempos. Se até hoje há divergências nos entendimentos das Palavras de Cristo, imagine naquela época !!!"

R - Nós não acreditamos que Yahshua (Jesus) queria falar e não falou, assim como não cremos que ele não queria falar o que falou. Cremos que ele queria falar o que realmente falou, e deixou de falar o que realmente não queria falar. Doutra maneira ele não teria sido enviado por Deus para ensinar.



"E talvez V.Sas. se surpreendam com testemunhos de Teólogos eminentes, estudiosos do Cristianismo, respeitados até no mundo Científico, os quais dizem que satanás simplesmente não existe ! Os teólogos, COM BASE NA BÍBLIA, desmentem a existência de visões fantasiosas sobre o demônio."

R - Discordo dos tais "eminentes teólogos".



"No texto do Concílio Lateranense IV, não há certeza nenhuma de que se pretenda dar alguma definição sobre a existência dos demônios. No texto Conciliar ("Os diabos foram criados por Deus bons por natureza ; eles, porém, fizeram-se maus pelo pecado") é realmente muito mais provável que se pretendesse condenar a teoria de que Deus fosse responsável pela criação de seres maus por natureza, como alguns pretendiam acerca dos demônios : tudo o que Deus criou é bom ; se alguém se torna mau é tão somente pelo uso indevido de sua liberdade."

R - Na verdade, tudo o que Deus criou, viu que era bom. Todavia, Satanás usou mal o seu livre arbítrio, ficando contra Deus. Note que o amor de Deus é tão imensurável que permitiu que o livre arbítrio de Satanás fosse exercido, ainda que contra o próprio Deus que criara a Satanás. Deus não agiu com prepotência contra Satanás, e sim com demonstração de misericórdia.



"Afirmar que com esse texto clara e diretamente se pretenda definir a existência do demônio, é no mínimo, discutível. Portanto não é certo qualificar de herege a quem negar a existência dos demônios. Grandes teólogos negaram a possibilidade da possessão demoníaca. E o exorcismo não é uma lei disciplinar universal da Igreja. A bula que o proclamou tem apenas um sentido de exortação e não o obriga dogmaticamente em termos de fé, nem sequer como ordem disciplinar universal. Ela foi publicada no tempo das bruxarias e das superstições, quando a ciência não tinha condições de interpretar fatos de fundo parapsicológico e os atribuía ao diabo. A possessão de uma pessoa pelo demônio é filosoficamente e psicologicamente impossível."

R - Desta maneira, V.S. está pretendendo aniquilar os argumentos do próprio Senhor Yahshua (Jesus), algo que se torna inconcebível, pois ele mesmo enfatizou por muitas vezes, o ensino sobre a existência dos demônios.



"Nunca vi uma pessoa emocionalmente equilibrada ficar possuída pelo "demônio". Só os histéricos, epilépticos e outros doentes acreditam estar possuídos. As mulheres parecem acreditar mais que os homens e a puberdade é a idade mais vulnerável a essas ilusões. Trata-se sempre de distúrbios psicofisiológicos. É a ciência, e não a Igreja, que cabe dizer se um fato pertence ou não aos fenômenos naturais deste mundo. "

R - Na verdade já falamos anteriormente sobre os equívocos da "Ciência". A ciência precisa também passar pelo crivo da verdade para se aceita com credibilidade. Cremos que nesse escopo a palavra final é a do próprio Yahshua haMashiach (Jesus Cristo). Ele mesmo disse: Porque esta casta de demônio só sai com jejum e oração. Mateus 17:21.



"Lúcifer é o príncipe dos diabos ???!! De onde tiraram isso, queridos cristãos ?"

R - Isso está na Palavra de Deus. Apocalipse 12:9.



"Lúcifer só está uma única vez, em todo o Antigo Testamento (A.T) ., em Isaías (Is 14,12) compara a queda de Nabucodonosor, um rei muito brilhante, com a queda de Lúcifer, ( "que leva a luz, a estrela da manhã, o mais brilhante, o planeta Vênus, que desaparece de repente no céu ). "Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva ! Como foste lançado por terra tu que prostravas as nações!" (Is 14,12) "

R - Leia, por favor todo o texto de Apocalipse 12.



"Então Isaías compara a queda do rei Nabucodonosor a Lúcifer ! ( A queda do rei seria semelhante a queda da estrela da manhã, ou seja, planeta Vênus no céu ). E nós cristãos, sem estudar, convertemos Lúcifer, " caiu ? ", em um anjo rebelde. O chefe dos anjos rebeldes ! Teria havido uma guerra dos anjos ? os anjos bons capitaneados por São Miguel contra os anjos maus, capitaneados por Lúcifer e, como em todo filme, ganharam os bons e perderam os maus !"

R - Continuamos insistindo na leitura de Apocalipse 12.



"Cristãos, de onde vocês tiraram isso ? Onde isso está na Bíblia ? "

R - Está em Apocalipse 12.



"ONDE ESTÁ A GUERRA DE ANJOS NA BÍBLIA ?

Alguém pode dizer : " No apocalipse de São João ! " Realmente está ! São João compara, tudo metafórico !" ... "Então, os cristãos converteram guerra de deuses em guerra de anjos, os bons capitaneados por São Miguel e os maus por Lúcifer. Isso é uma lenda !!! "


R - Se V.S. considera tudo o que está escrito na Palavra de Deus como lenda, está nos dando o direito de considerarmos os escritos de Allan Kardec como invenções criadas por ele.



"São João no Apocalipse diz de Jesus ( Apocalipse 22, 16 ) : Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas a favor das igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã. Comparando Jesus ressuscitado com o brilho da estrela da manhã (Lúcifer)."

R - Na verdade Yahshua (Jesus) tem o brilho mais intenso do que qualquer estrela.



"A palavra satã, na sua forma verbal, stn em hebraico, aparece seis vezes no Antigo Testamento (Zc 3,1; Sl 38,21; Sl 71,13; Sl 109,4; Sl 120,29). Poderíamos traduzi-lo por "satanizar" . Os Setenta ( Estudiosos que traduziram o Antigo Testamento antes de Cristo ) geralmente traduzem o verbo stn por endiabállo, em grego. Caluniar nas línguas vernáculas e o substantivo satã, os Setenta geralmente o traduzem por diábolos, que significa caluniador. A Bíblia de Jerusalém geralmente traduz por acusar. "

R - Atentamente, li as suas considerações sobre a palavra Satã, e na verdade Satã significa adversário. Justamente o que Satanás se tornou, ficando contra Deus. E por esta razão esse ser foi lançado fora da presença de Deus.



"Concordo plenamente com a teoria da preexistência do Espírito. Muita Religiões, e até mesmo algumas divisões do Protestantismo, acreditam que o Espírito é criado no momento da concepção / gestação / nascimento. Porém, na minha opinião, o Espírito já existia, antes de habitar o corpo humano."

R - Perfeitamente. Também nós da Igreja Atalaias do Senhor Yahweh (Yavé) cremos assim. Embora não concordemos na questão da Reencarnação, mas na questão da preexistência do espírito, acreditamos porque tem base bíblica. Efésios 1:3,4.



"Se me permitem, não creio ser esta forma a mais justa, pois muitos passam praticamente a vida inteira praticando iniquidades, sendo desonestos, trapaceando e, no final, da vida pedem perdão e pronto ! Estão ao lado de Deus ???!!!

Apenas para exemplificar, imaginemos que Hitler, para sermos mais simples, chegasse ao final da vida ( não me refiro ao suicídio ) e, com cara de santinho, dissesse chorando que estava arrependido de tudo. Por acaso, esse facínora iria para o Paraíso ???

Acho essa uma justiça estranha pois estupradores criminosos, traficantes, assassinos, ficariam ao lado de Deus, juntamente com aqueles que passaram a vida inteira praticando os Ensinamentos de Jesus.

Muitos convertidos de última hora acham EXATAMENTE ISSO, ou seja, interpretam literalmente dessa maneira. E com isso, a reforma íntima fica adiada para o final da vida, quando já aproveitaram bastante, fizeram tudo para se dar bem na vida, e quando chega o final, se arrependem, perdem perdão, fazem cara de santinho e assim acham que vão para o Paraíso ... Lembremo-nos das palavras de Cristo, em Mateus 7:21

"Nem todo o que me diz : Senhor, Senhor ! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus."

É claro que Deus vê o íntimo de cada um e somente chamará para a Sua direita, àqueles que REALMENTE seguiram os Seus ensinamentos. Mas o mal está naqueles que ingenuamente ( ou maliciosamente ) aplicam para si, de forma conveniente, alguns ensinamentos que dão margem às suas próprias e interesseiras interpretações."


R - É justamente porque Yahweh Deus é misericordioso que deu ao seu Filho Yahshua o poder de Salvar o ser humano, ainda que as pessoas não tenham mérito para isso. Porque Yahshua haMashiach veio para salvar o que se havia perdido. Não por mérito da pessoa, mas salvação de graça por meio da fé. Como está escrito:

»EFÉSIOS [2]

02:01 Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,
02:02 nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência,
02:03 entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais.
02:04 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
02:05 estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
02:06 e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus,
02:07 para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça, pela sua bondade para conosco em Cristo Jesus.
02:08 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; 02:09 não vem das obras, para que ninguém se glorie.
02:10 Porque somos feitura sua, criados em Mashiach Yahshua (Cristo Jesus) para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas.
02:11 Portanto, lembrai-vos que outrora vós, gentios na carne, chamam circuncisão, feita pela mão dos homens,
02:12 estáveis naquele tempo sem Mashiach (Cristo), separados da comunidade de Israel, e estranhos aos pactos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.
02:13 Mas agora, em Yahshua haMashiach (Cristo Jesus), vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.
02:14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade,
02:15 isto é, a lei dos mandamentos contidos em ordenanças, para criar, em si mesmo, dos dois um novo homem, assim fazendo a paz,
02:16 e pela menssagem da cruz reconciliar ambos com Deus em um só corpo, tendo por ela matado a inimizade;
02:17 e, vindo, ele evangelizou paz a vós que estáveis longe, e paz aos que estavam perto;
02:18 porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.
02:19 Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus,
02:20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina;
02:21 no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor Yahweh,
02:22 no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito.



"Finalizo aqui, deixando bem claro e reiterando todo o meu respeito pela Religião de V.Sas. O que fiz, foi expor minha opinião, face às questões a mim apontadas."

R - Mais uma vez tive a imensa alegria de recontatar-me com V.S.

Abraço Fraterno,
Patriarca Rev.Dorival Moura






MANTENDO O MESMO CRITÉRIO DE REPETIÇÕES DE PARTE DAS ÚLTIMAS MENSAGENS, ENVIEI MINHA RESPOSTA AO REV. DORIVAL MOURA, EM 30.11.02 :




"Esse esforço há de ser feito aqui, enquanto estamos na terra, e não em outra esfera. (outra vida)."

R - No texto de Paulo ( Carta aos Efésios ) não há menção sobre qual região haverá tal aperfeiçoamento. Mas mesmo assim, concordo que seja na Terra, pois é aqui o local da volta do Espírito que reencarna.



"Até que todos cheguemos... isto é : Até que todos cheguemos à condição e aperfeiçoamento aqui na terra de filhos de Deus,(Note: "aqui na terra". E isso se dá quando aceitamos e praticamos os ensinos de Yahshua (Jesus). Assim como ninguém subiu, também ninguém desceu até hoje para reencarnar. Afinal de contas se precisássemos morrer fisicamente para nascermos numa outra pessoa reencarnada, teríamos até hoje no mundo somente duas pessoas: uma que supostamente fôra reencanação de Adão e outra que fôra reencarnação de Eva. No entanto não é assim. Todos os dias nascem pessoas na terra. O que indubitavelmente prova-nos que o processo de multiplicação da humanidade não passa pela necessidade da reencarnação. Na verdade, cada pessoa que nasce na terra, é um ser único e original enviado por Deus, com tempo de nascer e tempo de morrer, visando um tempo para tomada de decisão, se queremos ficar decididamente do lado de Deus ou do lado de Lúcifer (Satanás)."

R - Mas é evidente que Deus cria novos e muitos Espíritos puros e ignorantes para iniciarem o seu processo evolutivo aqui na Terra. Assim se explica o grande número ( bilhões ) de pessoas que vivem hoje em nosso Planeta.

                Volto a insistir num ponto : Pela vossa teoria, deve haver muitos Espíritos no Céu e muitos Espíritos no "inferno", pois a humanidade já existe há muitos milênios e segundo Paulo, em Hebreus 9:27 "...após a morte vem o juízo". Então, se a evolução até à estatura de Cristo se dá com UMA ÚNICA vida sobre a Terra e daí ao Paraíso, e percorrendo a história da Humanidade, APONTEM-NOS QUEM JÁ CHEGOU AO NÍVEL DE JESUS EM UMA SÓ VIDA AQUI NA TERRA, exceto Ele mesmo ?

                Antes do corpo, havia apenas a centelha divina. Somente após sua primeira experiência como encarnado, o Espírito inicia seu caminho em direção ao aperfeiçoamento. A carne é uma Escola onde interagimos com outros seres humanos e com todo o ambiente que nos força a trabalhar em prol de nosso próprio sustento e, conforme evoluímos, aprendemos que é mais fácil sobreviver em conjunto e finalmente percebemos que nos ajudando uns aos outros fica tudo ainda mais fácil. Assim, do interesse, surge a fraternidade e a caridade que, exercitadas vida após vida, tornam-se hábitos e o que antes fazíamos por necessidade, acaba tornando-se um prazer. Fazer o bem pelo bem em si. No início éramos simples e ignorantes, sem nossa plena capacidade de raciocínio e nem mesmo capacidade sentimental.

                É provável que tal questão tenha sido baseada somente numa expectativa material, esquecendo-se de que o número de espíritos que se encontram na erraticidade e que esperam oportunidades de reencarnar é inúmeras vezes maior do que os já encarnados.

                O período que um espírito precisa para evoluir a ponto de não mais precisar reencarnar varia de indivíduo para indivíduo, mas em geral, é muito superior ao próprio período que o planeta pode suportar a vida física. Além do mais, é de se perceber que temos nesse mesmo planeta seres imensamente diferentes tanto no aspecto intelectual quanto no moral. Isso nos mostra que esse globo é palco de evolução de seres nos mais diversos níveis de progresso. Com isso, há um fluxo de Espíritos entre planetas que garante a manutenção da espécie humana local ( processo semelhante ao que ocorreu na nossa própria história, quando degredados europeus eram enviados para colonizar as terras do novo mundo ).



"É certo que todos nós havemos de deixar esta vida para passarmos a viver em outra vida, na eternidade, seja nos céus ou inferno, conforme as obras feitas por cada um enquanto esteve aqui na terra."

R - Não há o que comentar, visto que a resposta acima é baseada em convicções religiosas, as quais todos devemos respeitar. Só mantenho minha assertiva de que, após passarmos um tempo no mundo espiritual nos preparando, voltaremos à Terra para continuarmos nosso progresso, praticando o amor e a caridade para sermos dignos na escala dos eleitos de Deus.

                Existiria real mérito em alguém que se "converte" unicamente por medo de um castigo, sem a dedicação a uma causa ou o amor a uma ideologia ? Não é mais meritório aquele que, tendo progredido ao longo de inúmeras vidas, decide abraçar, por sua própria vontade, a causa do bem e não só aceitá-la mas efetivamente lutar por ela ?

                A idéia de que teremos um julgamento definitivo, após uma só vida, podendo nos condenar para sempre às chamas impiedosas do "inferno", leva-nos a crer em um Deus perverso e maligno, sádico e vingativo, e que se apraz em dar vida a criaturas que serão um dia lançadas no inferno, sofrendo para sempre ( "per omnia saecula saeculorum" ), embora Ele já soubesse disso com antecedência ( pois é omnisciente ), quando as criou.

                Certamente que Deus não deseja perder nenhum de nós, logo seremos sim, todos salvos. Por que Deus, O infinitamente bom, justo e misericordioso faria alguns Espíritos para serem perdidos, lançados ao "fogo eterno" e outros para passarem à eternidade e contemplar o sofrimento daqueles que poderiam mesmo ser conhecidos e parentes ?

                Se soubéssemos que um pai ou irmão fosse lançado ao "fogo do inferno" eternamente, nós teríamos paz ? Mesmo vivendo num "paraíso" ???

                O inferno cristão tomou formas com base no inferno pagão. E este, descrito e dramatizado pelos poetas, foi o modelo mais grandioso do gênero, e perpetuou-se no seio dos cristãos. Ambos têm o fogo material por base de tormentos, como símbolo dos sofrimentos mais atrozes. Mas, coisa singular ! Os cristãos exageraram em muitos pontos o inferno dos pagãos. Se estes tinham o tonel das Danaides, a roda de Íxion, o rochedo de Sísifo, eram estes suplícios individuais ; os cristãos, ao contrário, têm para todos, sem distinção, as caldeiras ferventes cujos tampos os anjos levantam para ver as contorções dos supliciados, e Deus, sem piedade, ouve-lhes os gemidos por toda a eternidade... ( pasmem ! ! ! ).

                Mas, V.Sas. poderão dizer que Jesus falava em inferno na Bíblia, e pronto ! Estamos conversados !!!

                Esta mistura de idéias cristãs e pagãs nada tem de surpreendente. Jesus não podia de um só golpe destruir crenças tão fantasiosas. Ele encontrava-se, pois, na impossibilidade de os iniciar no verdadeiro estado das coisas; mas não querendo, por outro lado, com sua autoridade, confirmar essas idéias, absteve-se de os corrigir, deixando essa missão para o tempo. Ele limitou-se a falar vagamente da vida bem-aventurada, dos castigos reservados aos culpados, sem referir-se jamais nos seus ensinos a castigos e suplícios corporais, que constituíram para os cristãos um artigo de fé. Eis aí como as idéias do inferno pagão se perpetuaram até aos nossos dias. Lembremo-nos de suas palavras, em Mateus 13:11 e 13 :

"...Ao que respondeu: Porque a Vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é isso concedido..." "... Por isso lhes falo por parábolas; porque, vendo, não vêem; e ouvindo, não ouvem, nem entendem "

                Inferno, na sua concepção literal, com a idéia de martírio sem fim provocado pela tortura do fogo eterno só existe nas mentes limitadas pelo autoritarismo do sacerdócio romano e suas vertentes. Alías, a idéia de penas, punição e castigo coaduna bem com os métodos totalitários impostos pela Igreja Católica durante séculos. E ainda hoje querem impor tal absurdo, o qual só prospera quando encontra pessoas ingênuas e dispostas a aceitá-lo.



"Acho correto assim fazer, como admoestou o Apóstolo Paulo aos atenienses, dizendo :
"Mas quando ouviram falar em ressurreição de mortos, uns escarneciam, e outros diziam: Acerca disso te ouviremos ainda outra vez". Atos, 17:32.
Agora, quanto ao texto de II Pedro 1:13 e 14 que V.S. expõe, não necessariamente estaria ele falando de uma outra vida depois dessa, mas sim, devemos buscar o aperfeiçoamento nesta mesma vida, para depois disso transpormo-nos à vida futura na eternidade, seja no céu ou no inferno, conforme o que cada um fez aqui na terra.
"e de um só sangue fez todas as gerações dos homens, para habitarem sobre toda a face da terra, determinando-lhes os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação"; Atos, 17:26.
Isso mostra, que o Senhor Yahweh Deus determinou o tempo e o limite da nossa habitação na terra. Esse limite e tempo vai do nascimento da pessoa até a morte. (veja o que diz Eclesiastes 3:2). "Há tempo para nascer e tempo para morrer". Ecl. 3:2."


R - Sem dúvida, o Texto de I Pedro ( 1:13) não fala de outra vida na terra e nem foi a minha intenção afirmar isso, neste caso. Apenas o citei porque é dito que habitamos um Tabernáculo temporariamente para galgarmos os degraus evolutivos ( aqueles que nos foram propostos e de acordo com a capacidade de cada um ) aqui na Terra. Porém, a evolução terá seu curso, em vidas posteriores, em novos Tabernáculos temporários.



"Se esse padre disse que a Bíblia não é a Palavra de Deus, lamento muito o equívoco que ele comete.Uma prova inequívoca de que a Bíblia é Palavra de Deus, é o cumprimento das profecias a respeito de Yahshua (Jesus). Por favor abra o arquivo : Profecias provam Jesus Messias Prometido "

R - Note que a questão relaciona-se com o VT ( Velho Testamento ) e não sobre os ensinamentos de Jesus. É claro que muito do que está escrito no Velho Testamento é a Palavra de Deus. Mas, por que usei o termo "muito" ?

                Será que tudo o que está no VT é indiscutivelmente Palavra de Deus ???

                Vejam bem o que se segue e respondam do Fundo do Coração se tais palavras poderiam vir de Yahweh. Algumas passagens são incompatíveis com a infinita bondade de Deus, Sua sabedoria e Sua inatingível visão moral, senão vejamos :


1) Deuteronômio 23, 1 : "Aquele a quem forem trilhados os testículos, ou cortado o membro viril, não entrará na assembléia do Senhor".

1.1) Análise : Testículo ???!!! membro viril ???!!! - Esses termos viriam mesmo de Deus ???



2) Gn 6, 6 : "...então se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra..."

2.1) Análise : "... se arrependeu o Senhor ..." ???!!! - Ora, se Deus é perfeito, Ele não pode errar. Só se arrepende de alguma coisa aquele que fez algo que considera errado. Então como Deus pode ter feito algo errado se Ele é perfeito ???



3) Sl 103, 8-9 : "O Senhor é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira".

3.1) Análise : "... para sempre a sua ira ..." ???!!! - Deus sentiria ira, raiva, ódio ??? Se Deus é todo amor e bondade, como pode sentir essas coisas ??? Como pode Deus se rebaixar a esses sentimentos humanos ???



4) Sl 94, 1 : "O senhor, Deus das vinganças, Ó Deus das vinganças, resplandece"

4.1) Análise : "... Deus das vinganças, Ó Deus das vinganças ..." ???!!! - Deus seria vingativo ??? Novamente : Se Deus é a perfeição máxima, como Ele poderia pensar em Vinganças, que é um sentimento ruim e baixo do Ser Humano ???



5) Sl 105,24-25 : "Deus fez sobremodo fecundo o seu Povo e o tornou mais forte do que os seus opressores. Mudou-lhes o coração para que odiassem o seu Povo..."

5.1) Análise : "... Mudou-lhes o coração para que odiassem o seu Povo ..." ???!!! - Deus, com sua infinita bondade e amor, poderia provocar ódio nos corações das pessoas ???



6) Sl 105, 36 : "Também feriu de morte a todos os Primogênitos da sua Terra, as primícias do seu vigor".

6.1) Análise : "Também feriu de morte a todos os Primogênitos da sua Terra ..." ???!!! - Deus, que é TODO amor, iria FERIR DE MORTE OS PRIMOGÊNITOS ????



7) Sl 110, 5-6 : "O Senhor à tua direita, no dia da sua ira, esmagará os Reis. Ele julga entre as Nações ; enche-as de cadáveres ; esmagará as cabeças por toda a terra."

7.1) Análise : "... esmagará os Reis ..." "... enche-as de cadáveres ; esmagará as cabeças por toda a terra ..." ???!!! - Será que Deus desceria a esse nível ???



8) Números 31 : 17-18 : "Agora, pois, matai todos os meninos entre as crianças, e todas as mulheres que conheceram homem, deitando-se com ele" ... "As meninas, porém, que não tiveram relações com homem, conservai-as vivas para vós"

8.1) Análise : " matai todos os meninos entre as crianças..." ????!!!! "...conservai as meninas (puras) para Vós " ????!!! - Está aí, uma nítida intervenção de idéias humanas, criminosas ( matai ) e licenciosas ( conservai as meninas vivas para vós ). Conservai-as para vós ??? Com que intuito ???


                Sabemos que Deus é todo bondade, infinitamente perfeito, mas também é justo, não deixando sem corretivos aquilo que considera errado. MAS, V.Sas. acham realmente que, o acima descrito, poderia vir realmente de Deus ??? Ou é intervenção do sentimento do homem, por exemplo, Davi, um Soldado Guerreiro acostumado a Guerras e mortes ???

                Quero me estender um pouco mais sobre esse assunto. Devo concluir que V.Sas. são fiéis cumpridoras de TODOS, Eu disse, TODOS, os mandamentos da Bíblia, já que TODA Bíblia é a Palavra de Deus, não é mesmo ?

                Muito bem. Será que os Evangélicos cumprem rigorosamente o que se segue ?


Levítico 11, 21-2 2 : Mas de todo o inseto que voa, que anda sobre quatro pés, cujas pernas traseiras são mais compridas, para saltar com elas sobre a terra, estes comereis. Deles comereis estes: a locusta segundo a sua espécie, o gafanhoto devorador segundo a sua espécie, o grilo segundo a sua espécie, e o gafanhoto segundo a sua espécie.

* É costume no vosso meio, atualmente, a alimentação com gafanhotos e grilos ???


Levítico 19, 27 : Não cortareis o cabelo em redondo, nem danificareis as extremidades da barba.

* Os Evangélicos não fazem a barba ??? Desculpem-me, mas se fizerem a barba, estarão descumprindo um mandamento de Deus !!!   Afinal, está na Bíblia. E segundo vosso entendimento, não houve intervenção humana. Tudo é palavra de Deus, não é mesmo ???


1 Cor 14, 34-35 : Conservem-se as mulheres caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina. Se porém, querem aprender alguma cousa, interroguem, em casa, a seus próprios maridos, porque para a mulher é vergonhoso falar na igreja.

* Mas o que vemos, são Pastoras pregando até na Televisão !!!   Será que as mulheres Evangélicas não leram a Bíblia direito ???

Mas poderia se dizer : Ora, isso se aplicava naquela época, onde a fome rondava os povos nômades, não tinham as inovações que temos hoje e os costumes tinham que ser respeitados.

Mas espere... !!!   Por acaso, a palavra de Deus varia com o tempo ???   Por acaso, a palavra de Deus varia com a moda e os costumes de cada época aqui na Terra ???


ORA, A PALAVRA DE DEUS É ETERNA E IMUTÁVEL !!!


E para aqueles que gostam de carne de porco ... :

Levítico 11, 7-8 : Também o porco, porque tem unhas fendidas, e o casco dividido, mas não rumina; este vos será imundo, da sua carne não comereis, nem tocareis no seu cadáver; estes vos serão imundos.


* Certa vez, fui convidado, pela Família de minha esposa, a qual é Evangélica ( Todos são evangélicos ) para um churrasco. Recusei, educadamente, pois só como carne branca. Disseram-me que não havia problema, pois fariam frango no espeto. Qual não foi minha surpresa, ao ver que havia, à farta, carne de porco, que era consumida avidamente, por Todos os Evangélicos que lá estavam ...

Das duas uma : Ou os Evangélicos não estão cumprindo a palavra de Deus ou houve realmente intervenção humana nas Escrituras Sagradas !!!   Com qual das duas ficamos ???


                Fico imaginando como seriam as Santas Escrituras, digamos, no ano 4.000. Os Exegetas do futuro, talvez tivessem a mesma dificuldade que têm hoje, os intérpretes da Bíblia, para discernir o que é humano e divino. E muito provavelmente, poderiam se deparar com um acontecimento bem típico das barbáries humanas, que os homens teimam em atribuir a Deus :


Apocalipse 11-9 : Naquela trágica manhã do terceiro alvorecer da semana, as trombetas soaram para anunciar a VINGANÇA que Deus havia preparado para o povo infiel. Sua sede de justiça seria saciada com a MORTE de milhares de inocentes. Dois aviões impiedosos que se lançaram, ao sul da ilha, nas edificações de pedra, construídas pelo gênio do mal, símbolos de um povo frio e dissoluto, transformaram em escombros e cobriram de nuvens o orgulho de uma Nação ... E no centro do poder, a terceira maldição rompeu a quinta parte da muralha que protegia os líderes guerreiros, debilitando seu poder e glória. Mas Deus, ARREPENDIDO de ver a imolação de 3.025 de seus filhos, impediu que a última maldição atingisse o Palácio do Soberano, fazendo-a cair, num gesto de misericórdia, próprio do Senhor do Universo.


                E Eu não teria dúvidas de que mais esse absurdo, cometido pelo fanatismo religioso dos homens, seria considerado como "Vontade do Senhor", face à "rebeldia" de um povo, e os termos VINGANÇA, MORTE   e   ARREPENDIMENTO seriam atribuídos a Deus, em mais uma cínica transferência de responsabilidade dos sentimentos baixos e torpes, da criatura ao Criador. Afinal, tendo por base o entendimento de que Yahweh se ira, é vingativo, manda matar inocentes, etc, conclui-se que Deus só chegou ao que chegou, ou seja, a morte de milhares de inocentes na América, devido ao mau exercício do livre arbítrio por parte daqueles que governavam aquela Nação.



"Compreendo bem o que o padre quer dizer, mas que não se perca de vista de que todo símbolo trás uma verdade no seu bojo. Quando o poeta diz que o Brasil está deitado em berço esplêndido que existe um país em al-gum lugar do mundo chamado Brasil, que ninguém deve duvidar disso, ainda que não o conheça. Assim ninguém tem o direito de duvidar do relato bíblico, tão somente porque não o entende."

R - É evidente que alguns contextos da Bíblia, mesmo não sendo uma realidade concreta, trazem consigo Ensinamentos. Lembremo-nos das parábolas de Cristo, já difundida pelos Essênios. Ele as usava como símbolos para facilitar o entendimento dos homens daquela época.



"Ainda que Deus se diga que Deus não tem mãos como as nossas, mas deve-se entender que ele tem um poder maior do que o nosso, a ponto de poder modelar o barro e soprar o fôlego em suas narinas, se assim desejou faze-lo. O poder de Deus não deve ser limitado por nossa incompetência."

R - Concordo plenamente que não só o poder de Deus não pode ser limitado pela nossa incompetência, mas também a infinita bondade e Justiça de Deus não pode ser equiparada à ignorância do Homem, como foi o caso dos sentimentos humanos, torpes e baixos, atribuídos a Deus nas Passagens já citadas por mim nesta mensagem, ou seja, Deuteronômio 23, 1 / Gn 6, 6 / Sl 103, 8-9 / Sl 110, 5-6 / Sl 94, 1 / Sl 105,24-25 / Sl 105, 36 / Sl 110, 5-6 / Números 31 : 17-18.



"Quero enfatizar, que ainda que não se tome ao "pé da letra" aquilo que em alguns textos expõem, mas é certo que sendo ou não uma metáfora, ainda assim, a origem da simbologia é verdadeira. No exemplo dado pelo poeta do Hino Nacional, ele somente poderia falar dessas belezas do Brasil, havendo uma referência real do que existe nesta terra. Se alguém fala sobre um determinado assunto simbólico, esse assunto tem que ter origem real. Então, o relato de Adão e Eva existe verdadeiramente."

R - REPETINDO O QUE EU JÁ HAVIA AFIRMADO : É evidente que alguns contextos da Bíblia, mesmo não sendo uma realidade concreta, trazem consigo Ensinamentos. Lembremo-nos das parábolas de Cristo. Ele as usava como símbolos para facilitar o entendimento dos homens daquela época.



"Devemos acreditar no relato da Bíblia que é o mais coerente e verdadeiro. Se o ser humano fosse produto da evolução, tendo iniciado como tubarão, evoluindo depois para outros animais chegando ao estágio de macacos, então com seis mil anos do primeiro ser da suposta evolução, hoje não haveriam mais macacos, pois todos já teriam evoluídos para o estágio de seres humanos. Note que nunca se assim fosse, encontraríamos milhões de pessoas com pequenas caudas, outras com caudas maiores com 20% do tamanho normal, outras com tamanho, outras com 40%, outras com 50% do tamanho da cauda normal, outras com 70%, outras com 80%, outras com 90%, outras com 100% evoluído. "

R - A atual teoria da evolução, a qual teve seus primeiros princípios propostos por Lamark, Charles Darwin, Alfred Russel Wallace ( seleção natural da espécies ) Gregor Mendel ( hereditariedade ) nos diz que os Prossímios e os Antropóides surgiram de ramificações distintas, e não um do outro. São como galhos distintos de uma mesma árvore. A evolução de um não implica necessariamente na extinção do outro !!!   Quando um galho de uma árvore cresce e se desenvolve, os outros galhos, por acaso, morrem ?



"A própria Bíblia relata a genealogia da humanidade, confirmada pela ciência, na história da civilização, mostrando que nesses seis mil anos de existência humana não houve nem uma alteração da espécie humana.Mas, o que se sabe é que não houve até agora nenhuma alteração da espécie humana."

R - Se nos restringirmos aos últimos 6 mil anos, sem dúvida não houve evolução biológica das espécies. Mas como já disse, a Ciência já provou que a espécie humana é bem mais antiga do que apenas " 6 mil anos ". Vide descoberta da Agência de Notícias EUROPA PRESS, já citada por mim.



"A teoria que os céticos apresentam para desmerecer a credibilidade da Bíblia, de que essa alteração do ser humano só se dá em bilhões de anos, não convence, visto que se a evolução é constante e permanente, alguns que tivessem num estágio de 50, 60, 70, 80, 90%, do ser humano normal. "

R - A evolução obedece à necessidade de adaptação dos seres à realidade de cada época. Antigamente, a mandíbula dos humanóides ( O Pitecanthropus Erectus e Homem de Neanderthal, da era paleolítica ) era bastante avantajada para possibilitar a trituração de alimentos crus e de difícil digestão. Com o tempo, descobriu-se a utilidade do fogo para o cozimento e assim as várias gerações posteriores da raça não mais se apresentaram com as proporções das mandíbulas dos seus ancestrais.

                Resumidamente falando, a ordem dos Primatas subdivide-se em duas subordens: Prossímios e Antropóides. Estes últimos surgiram a partir dos descendentes dos prossímios primitivos, embora os prossímios atuais tenham atravessado 50 milhões de anos sem mudança. Entre as características compartilhadas pelos dois grupos de primatas podemos relacionar : A presença do polegar oponível (e também, com freqüência, dedos grandes), os olhos situados na parte frontal da cabeça e com visão binocular, o cérebro grande e com circunvoluções e o comportamento social complexo.

Observem a Figura :


Evolução dos Primatas

* Ilustração retirada da Enciclopédia Encarta, da Microsoft.



Evolução humana desde a descoberta do crânio de Sahel Chadiano Crânio Sahelanthropus Tchadensis

O anúncio de uma descoberta científica ganhou a primeira página de jornais do mundo. Arqueólogos podem ter encontrado, no deserto de Chade, na África, um crânio que recebeu a denominação científica de Sahelanthropus tchadensis ( Homem do Sahel Chadiano ), apelidado de Toumai, capaz de explicar a evolução do homem.



Para aqueles que quiserem observar uma reportagem sobre essa nova descoberta arqueológica, recomendo assistir o Vídeo abaixo, obtido no Sistema Globo.


Evolução Humana
Chade - África







**********


"Se V.S crê de verdade nas datações que a Ciência apresenta, eu respeito o seu ponto de vista, mas há de se saber a respeito das inúmeras contradições que a ciência tem apresentado à humanidade e depois tem refeito o seu conceito a respeito do assunto. Exemplo: A ciência disse que a terra era plana e sustentou isso durante a renascença, até que reformularam esse conceito, mudando para outro conceito de que a terra era redonda conforme ensina a Bíblia a 3000 anos conforme está em Job 26:7. Também a ciência disse que a terra era sustentada por por 4 elefantes apoiados sobre uma gigante tartaruga marinha. No entanto a Bíblia ensina há 3000 mil anos que a terra está sustentada no nada. Isaias 40:22, cuja afirmação a ciência hoje admite. A Bíblia sempre tem razão, porque ela é a palavra de Deus. Até hoje ainda persiste a controvérsia sobre a datação do manto de Turim, a respeito do qual ainda não se chegou à conclusão de sua data exata medida pelo processo do carbono 14."

R - Com todo o respeito, fiquei surpreso com a afirmação de V.Sas. de que a "Ciência" "teria" proclamado que a Terra era quadrada e que a mesma era sustentada por elefantes. Essas Teorias foram formuladas pela antiquíssima cosmologia chinesa ( empírica em seus aspectos ), a qual supunha que o céu era hemisférico e a terra, quadrada ( pelo que muitas cidades chinesas se projetavam em forma de quadrado e, por isso a cidade de Beijing foi assim construída ), e pela mitologia Indu que "supunha", por não haver teorias e nem "corajosos" na época que os contrariasse, que a Terra era sustentada por 4 elefantes brancos ( por que brancos ? ). E onde estavam apoiadas as tartarugas marinhas ? Já havia lido que não eram nem tartarugas marinhas e sim sobre as asas de um imenso abutre ... ( !!! )


ISSO POR ACASO SERIA CIÊNCIA LATO SENSU ?


                Em hipótese nenhuma esses indivíduos representavam a Ciência da época ( mesmo que rudimentar ). Eram apenas uma espécie de "Filósofos" que inventavam qualquer coisa para serem admirados e para se imporem à casta inferior dos Povos da Asia.

                Com relação ao manto de Turim, segundo as análises realizadas por três equipes - a do Instituto Politécnico de Zurique, na Suíça, a da Universidade de Oxford, na Inglaterra, e a da Universidade do Arizona, o teste do Carbono 14 revela que o linho foi tecido entre os anos de 1260 e 1390. É muita coincidência 3 Universidades localizadas em Países diferentes apontarem para resultados muito próximos !!! O físico inglês Toddy Hall, da Universidade de Oxford disse : "Ou alguém o produziu querendo que acreditássemos que era o sudário verdadeiro, ou ele foi usado num funeral da Idade Média e tudo não passou de uma grande coincidência" . Ou seja, a datação radiométrica confirma SIM as datas prováveis do manto de Turim. A controvérsia sobre esse fato, na realidade, se relaciona à possibilidade do manto guardado na Catedral de Turin, Itália, pertencer ou não a Jesus e não sobre a falibilidade do processo de datação do carbono 14.

                Além de tudo, em 1997, o sudário salvou-se de um incêndio. Mas em 1532, foi atingido por labaredas que lhe deixaram marcas. Em 1503, foi fervido em óleo pois, acreditava-se que se a imagem não saísse, ela seria "santa". Para os físicos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, o calor afetaria a precisão do teste do carbono 14. Eles usaram a técnica em panos antigos antes e depois de chamusca-los e notaram diferenças de até 600 anos nos resultados.



"Pela resposta à acima se pode notar que a ciência nem sempre é digna de credibilidade de maneira inquestionável. É certo de que a ciência não é demônio, mas muitas vezes age influenciada por ele. E por esta razão é que temos de ter a devida cautela ao afirmar que tudo o que a ciência diz merece credibilidade.Muitas vezes não tem sido assim, como os exemplos dados acima."

R - Da mesma forma que devemos ter cuidado com as precipitações da Ciência ( hoje essas precipitações são bem mais raras do que antigamente, levando-se em conta as devidas proporções ), também devemos ter cuidado ao distinguir o que é Divino e o que é intervenção humana na Bíblia, como já foi tratado anteriormente nesta mensagem, relativamente às Passagens de Deuteronômio 23, 1 / Gn 6, 6 / Sl 103, 8-9 / Sl 110, 5-6 / Sl 94, 1 / Sl 105,24-25 / Sl 105, 36 / Sl 110, 5-6 / Números 31 : 17-18.



" Muitas das descobertas tidas como dignas de credibilidade, ao passar dos tempos tem se mostrado como inverídicas ou falsas. No Livro The Fate of the Earth (O Destino da Terra) lemos: Realizou-se em Upsala na Suécia, uma conferência que reuniu os peritos mundiais, incluindo radioquímicos, arqueólogos e geólogos, e chegaram à conclusão: Há apenas 6 ou 7 milhares de anos emergiu a civilização, habilitando-nos a construir um mundo humano.

Reitero o que disseram os cientistas, na Conferência Mundial em Upsala na Suécia reunindo os peritos mundiais, incluindo radioquímicos, arqueólogos e geólogos, e chegaram à conclusão: Há apenas 6 ou 7 milhares de anos emergiu a civilização, habilitando-nos a construir um mundo humano. Livro: The Fate of the Earth (O Destino da Terra).

Como V.S. tem dado muito crédito às questões da ciência, é preciso observar esta citação científica dos peritos mundiais reunidos em Upsala, Suécia. "


R - Notem que a declaração do Livro " The Fate of the Earth " se refere à vida EM CIVILIZAÇÃO, o que não impede a hipótese da existência de seres racionais vivendo em grupos isolados não civilizados, ou seja, sem viver sob os rudimentos da convivência e das regras de sociedade grupal, o que praticamente inviabilizaria o estudo de escritas, costumes e legados sob a forma de resquícios que possibilitem estudos arqueológicos mais apurados. Além de que a civilização indu citada anteriormente, remonta o ano 7.500 A.C. ( e que daria 9.500 anos antes da nossa época ) foi descoberta no fundo do mar, na costa ocidental da Índia, o que demonstra condições totalmente diferentes das comumente estudadas na superfície terrestre, o que demandaria novas análises e pesquisas sobre a datação do Carbono 14, fato esse não citado pelo Livro " The Fate of the Earth ".



"Na verdade Deus tem se mostrado com alta equidade, visto que tem sido longânime para com todos, dando-lhes o tempo necessário para a tomada de decisão."

R - Perdoem-me, mas não foi respondida a minha colocação anterior, ou seja, Deus não castigaria para sempre aqueles que encontraram obstáculos ao seu progresso, independentemente da sua vontade, no próprio meio onde foram colocados. É muito fácil dizer que somos corretos, fiéis e bondosos, já que reunimos as condições mínimas de sobrevivência, tivemos acesso à cultura e ao estudo, e ainda fazemos parte de menos de 10% da população Brasileira que tem acesso à rede mundial.

                E aqueles que estão nas ruas, famintos, esfarrapados e esquecidos pela sociedade ??? Deus os tratou da mesma forma que Nós ??? Eles têm culpa de serem desvalidos e miseráveis ?

                Certamente V.Sas. voltarão à tese do grau de indecisão daqueles que não escolheram ainda ficar ao lado de Deus ou de Lúcifer. Mas, nós e nossos irmãos das ruas, miseráveis e famintos, poderemos decidir durante toda a nossa vida ficar ao lado de Deus, e portanto no final da vida, iremos TODOS para o Céu. Porém, tivemos condições e vidas totalmente diferentes para tomarmos a MESMA decisão. Desculpem-me, mas não acho isso justo. Volto a dizer : A condição de cada um, hoje, é reflexo daquilo que fizemos em outras vidas.



"Note que, Deus deu ao espírito do homem, vida eterna. Se o ser humano formado de corpo alma e espírito, despreza a Deus, ele estará desprezando a vida eterna concedida por Deus; e ficará neste estado até que se complete o tempo de expiação marcado por Deus, em conseqüências dos seus erros cometidos aqui, cujos erros são ligados às suas ações cometidas na terra. Note que, o que se comete na terra, não pode sofrer recambiamento para outra esfera, nem para outra vida, e depois voltar aqui novamente para ter outra chance, e fazer a mesma coisa, tornando-se assim um circulo vicioso."

R - Esse ciclo somente se torna vicioso se teimarmos em não evoluirmos, esquecendo os Ensinamentos de Cristo, voltando a cometer os mesmos erros do passado.

                Quem, em sã consciência, sente-se confortável ao ver-se atrasado perante os seus semelhantes ? Qual aluno que gosta de repetir as matérias que já cursou ? Que espírito dirá que não se importa com a próxima encarnação, sabendo que terá provas duríssimas no futuro, caso não se regenere na vida presente ? Aquele que deliberadamente adia suas provas, terá que cumpri-las amanhã, em condições mais rigorosas. Aquele que não cultiva o seu próprio campo, o vê cobrir-se de ervas parasitas, as quais terá que, futuramente, retirá-las com muito mais esforço.



"Todavia, não podemos esperar que aquilo que se fez num corpo seja pago por outro corpo. Mesmo porque aquele "novo corpo" não teria consciência do seu erro cometido, e assim ficaria infrutífero e impossível o arrependimento e o resgate do erro antes cometido."

R - Os Kardecitas dão muito mais valor ao Espírito do que a carne, pois como foi dito acima, o Espírito é eterno. A carne é perecível e volta à Terra. Então quem comete os erros, no fundo, é o Espírito. A carne serve apenas de veículo para a ação do Espírito. Logo quem resgata os erros é sempre o MESMO Espírito, às vezes revestido de outro corpo, em outra vida. A grande diferença é que não nos lembramos dos nossos atos do Passado, mas isso será explicado em seguida. Por oportuno lembremo-nos da Passagem de Jó 8:9 - "Porque somos de ontem, e nada sabemos".

                É o mesmo que comparássemos nossas vestimentas. Quando trocamos de roupa, por acaso, deixamos de ser a mesma pessoa ???

                Bem, passemos a análise do esquecimento das vidas anteriores : Um espírito ao reencarnar passa por um processo de ocultamento dos fatos passados, mas não o sentimento e o caráter que perdurou durante toda a sua vida. Se assim não fosse, como explicaríamos crianças, na mais tenra idade, demonstrar habilidades espantosas no campo artístico, intelectual, etc. Já ouvi falar de casos, e creio que muitas pessoas também já ouviram falar, de crianças com 3 ou 4 anos tocarem piano com uma destreza que poucos profissionais da área, com décadas de experiência, conseguem fazer. Tivemos um caso em Minas, de uma criança com 5 anos de idade que demonstrava conhecimentos de Geografia, matemática e conhecimentos gerais que realmente não eram condizentes com os seus poucos anos de vida. Existem escolas para esses super dotados. Como explicar que alguns seres humanos demonstram habilidades muito superior a média, e a demonstram já nos primeiros anos de vida ? É claro que os incrédulos e descrentes da reencarnação dirão que cada pessoa é diferente da outra, por isso, as aptidões são diferentes. Bem, isso é uma explicação simplória e cômoda de quem se opõe, a qualquer custo e de todas as formas, à reencarnação, pois quando dizem isso, na realidade não explicam absolutamente nada !

                Por outro lado, se caso recordássemos claramente o que fizemos na última reencarnação, poderíamos, conforme cada caso, não ter paz e tranquilidade para levarmos nossa missão à frente.

                Imagine que uma pessoa tenha assassinado uma outra pessoa, um inimigo, um concorrente, por um motivo fútil qualquer. Muito bem. Numa próxima encarnação, essas pessoas são postas para viverem juntas objetivando aplacar o sentimento de ódio e de vingança. Mas se elas soubessem que assassinaram ou foram assassinadas, elas poderiam viver num clima de harmonia, como manda a lei de Deus ? A pessoa que foi assassinada na outra vida não poderia, agora já na nova vida, despertar sentimentos de vingança para com seu algoz ?

                Continuemos com esse caso de assassinato. Digamos que um indivíduo tem, hoje, a consciência de ter assassinado uma pessoa, em existência passada. Ele saberá, então, que poderá "pagar" na mesma moeda".

                Pergunto : Ele teria paz em sua vida, sabendo que a qualquer momento poderia ser morto por outra pessoa ??? Ou então, agiria de modo conformado e diria : "Bem, já que eu matei em outra encarnação, e para acabar logo com essa agonia que não me deixa em paz, então devo me expor a todos os perigos para que eu seja morto e assim saldar minha dívida. Então, dessa forma, saberei os motivos pelos quais estou sendo assassinado !!!" ( Pasmem !!! ). Existe raciocínio mais absurdo ??? É assim que os detratores do Espiritismo querem que aconteça ??? É assim que esses detratores acham que se faria justiça ??? Se os indivíduos lembrassem de tudo o que fizeram no passado, teriam que conviver, conforme cada caso, com situações semelhantes a essas, o que seria absolutamente impossível e sem nenhum sentido !!!

                Outro exemplo : Frequentemente nos deparamos com pessoas que vivem nas ruas, famintas e sem abrigo. São realmente pessoas carentes. Observo que são poucos os que param para dar uma esmola ou algum alimento. Esses poucos possuem sentimento de solidariedade e amor ao próximo. A maioria passa pelos mendigos e simplesmente os ignora, pensando consigo mesmas : "Se eu der dinheiro, eles vão se embebedar, comprar tóxico, etc". Esse tipo de pensamento é cômodo, justifica a sua indiferença pelos mais carentes e alivia a consciência, não é mesmo ? Nem por um instante vem a mente dessas pessoas um sentimento fraterno de ajuda. Essas pessoas demonstram que não são capazes de agir, espontaneamente, com solidariedade e com amor ao próximo.

                Mas se essas mesmas pessoas, com dureza no coração, soubessem que aquele mendigo (a) foi seu pai ou sua mãe na última encarnação, o que ele faria ? Certamente o acolheria. Mas isso seria realmente uma demonstração de amor ao próximo, como manda a Lei de Cristo ( amai-vos uns aos outros ) ou um sentimento exclusivo de filho para os pais ?

                Jesus alude bem a esse problema. Observem as Suas Palavras em São MATEUS, cap. V, v v. 43 a 47 :


"Aprendestes que foi dito: Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos. Eu, porém, vos digo : Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. - Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa ? Não procedem assim também os publicanos ? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos ?"



"Mas, segundo o que V.S. diz, há espíritos voltados para o mal. São justamente esses espíritos que Jesus chamou-os de demônios, Satanás, etc. O próprio Jesus fez referência a eles repreendendo-os severamente."

R - A palavra Satan, em grego significa adversário. Diábolos, em latim, quer dizer opositor. A palavra demônio ( daimon ), na sua etimologia grega significa espíritos humanos ou almas, passando a ser, posteriormente, entendida como espíritos maus. Tanto que alguns autores do alvorecer do Cristianismo usavam a expressão "maus demônios", e um deles foi São Justino, martirizado em 165 D.C, e que escreveu a Obra "Apologia da Religião Cristã". Ora, como pode existir "maus demônios" ???   Isso significaria, por acaso, que também poderiam existir " bons demônios " ???   Daí se depreende que, na origem, a palavra demônio ( daimon, em grego ) tinha o significado claro de que era tão somente espíritos humanos E QUE POSTERIORMENTE, COM O PASSAR DOS SÉCULOS, os teólogos a transformaram exclusivamente em espíritos maus, perversos, de natureza diferente da humana.

Logo, há que se interpretar as Passagens da Bíblia não em seu sentido literal e adaptado pelos teólogos, mas buscando a etimologia das palavras na origem. Tanto que Jesus disse ( João 8:44 ) : "Vós sois o diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio, e jamais se firmou na verdade..."

Como se vê, o espírito maligno não era bom no início e depois se tornou mau pelo livre arbítrio ( Já havia comentado a etimologia grega e Latina das palavras satã, diabo e demônio ). Desde o princípio de sua existência nunca foram bons. Todos os espíritos começaram nas trevas da ignorância. O nosso ego, representando os nossos diabos, satãns, satanás, etc, sempre foi mau, desde o princípio, quando ele mesmo levou Caim a matar o seu irmão Abel, pois o seu ego não aceitava que Abel tivesse seus sacrifícios mais agradáveis a Deus. Seu orgulho e inveja do irmão ( adversário ) provenientes de seu ego ( Satan ) levaram-no ao fratricídio. E cremos que Jesus falou que o diabo é homicida desde o princípio. Jesus estava se referindo justamente ao ego ( satan ) de Caim, personagem que, na Bíblia, representa uma época do princípio da humanidade na Terra.



"Nós não acreditamos que Yahshua (Jesus) queria falar e não falou, assim como não cremos que ele não queria falar o que falou. Cremos que ele queria falar o que realmente falou, e deixou de falar o que realmente não queria falar. Doutra maneira ele não teria sido enviado por Deus para ensinar."

R - É TUDO UMA QUESTÃO DE INTERPRETAÇÃO !!!

                Apenas para citar um exemplo, para os Espíritas, Jesus FALOU claramente que João Batista foi a reencarnação de Elias.

                MAS, para os Evangélicos e Católicos, Jesus NÃO falou que Elias era a reencarnação de João Batista.

                Ora, Jesus falou ou não falou sobre isso ???

                Bem, Vamos nos restringir a duas Passagens claras e sem meios termos :


( Mateus 17:10-13 ) Os discípulos O interrogavam : Por que dizem, pois, os escribas que é mister que Elias venha primeiro ? Jesus lhe respondeu : "Certamente Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas. Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim, farão eles também padecer o Filho do homem. Então entenderam os discípulos que lhes falara a respeito de João Batista."

( Destaques feitos por mim )

                Repito os Destaques :


1) MAS DIGO-VOS QUE ELIAS JÁ VEIO, E NÃO O CONHECERAM ...

2) ENTÃO ENTENDERAM OS DISCÍPULOS QUE LHES FALARA A RESPEITO DE JOÃO BATISTA


( Mateus 11: 13-15 ) Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. E se O quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Repito o destaque : E SE O QUEREIS RECONHECER, ELE MESMO É ELIAS QUE ESTAVA PARA VIR. QUEM TEM OUVIDOS PARA OUVIR, OUÇA.


Aqui não há dúvidas : Era o Elias que estava para vir !!!


E como Ele poderia vir ?   Através da reencarnação de João Batista !!!   Está cristalino como água pura !!!



"Discordo dos tais "eminentes teólogos". "

R - Notem que eu sou Espírita e poderia perfeitamente não aceitar qualquer coisa que viesse de Teólogos, mas assim como Eu respeito as convicções de V.Sas., também respeito todos os Teólogos e estudiosos do Cristianismo.



"Na verdade, tudo o que Deus criou, viu que era bom. Todavia, Satanás usou mal o seu livre arbítrio, ficando contra Deus. Note que o amor de Deus é tão imensurável que permitiu que o livre arbítrio de Satanás fosse exercido, ainda que contra o próprio Deus que criara a Satanás. Deus não agiu com prepotência contra Satanás, e sim com demonstração de misericórdia."

R - Prefiro ficar com os Ensinamentos de Jesus, quando disse ( João 8:44 ) : "Vós sois o diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio, e jamais se firmou na verdade..."

                Como se vê, o espírito maligno não era bom no início e depois se tornou mau pelo livre arbítrio ( Já havia comentado a etimologia grega e Latina das palavras satã, diabo e demônio ). Desde o princípio de sua existência nunca foram bons. Todos os espíritos começaram nas trevas da ignorância. O nosso ego, representando os nossos diabos, satãns, satanás, etc, sempre foi mau, desde o princípio, quando ele mesmo levou Caim a matar o seu irmão Abel, pois o seu ego não aceitava que Abel tivesse seus sacrifícios mais agradáveis a Deus. Seu orgulho e inveja do irmão ( adversário ) provenientes de seu ego ( Satan ) levaram-no ao fratricídio. E cremos que Jesus falou que o diabo é homicida desde o princípio. Jesus estava se referindo justamente ao ego ( satan ) de Caim, personagem que, na Bíblia, representa uma época do princípio da humanidade na Terra.



"Desta maneira, V.S. está pretendendo aniquilar os argumentos do próprio Senhor Yahshua (Jesus), algo que se torna inconcebível, pois ele mesmo enfatizou por muitas vezes, o ensino sobre a existência dos demônios."

R - Recordem que no início, Eu disse :

                "Note bem, por incrível que pareça, não são Espíritas que afirmam o que se segue. Peço que leiam atentamente :"

                Logo, o que foi dito no contexto sob análise ( visão fantasiosa de demônios ), NÃO é de minha autoria.

                Mas mesmo assim, ressalto que na época de Cristo, o significado de daimones ou demônio era de alma má ou espírito impuro. Depois de Cristo, os teólogos foram aos poucos modificando o sentido dessa palavra, a qual passou a significar um outro tipo de Espírito, diferente da natureza humana.



"Na verdade já falamos anteriormente sobre os equívocos da "Ciência". A ciência precisa também passar pelo "crivo" da verdade para se aceita com credibilidade. Cremos que nesse escopo a palavra final é a do próprio Yahshua haMashiach (Jesus Cristo). Ele mesmo disse: "Porque esta casta de demônio só sai com jejum e oração". Mateus 17:21."

R - Crivo da Verdade ...

                E com quem a verdade estaria ? Com a Religião ? Qual Religião ? A Católica ? A Evangélica ? Com o Espiritismo ? Quem a possui ?

                Para mim, SÓ DEUS É O DETENTOR DA VERDADE ABSOLUTA, e somente com humildade e merecimento, o homem a alcançará.

                Também já comentei sobre os equívocos dos sentimentos humanos, torpes e baixos, atribuídos a Deus, em algumas passagens da Bíblia.



". Isso está na Palavra de Deus. Apocalipse 12:9."

OBS.: As expressões acima e as que se seguem abaixo, referem-se aos estudos dos Teólogos que afirmaram : " . Lúcifer ??!!!   Lúcifer é o príncipe dos diabos ???! De onde tiraram isso, queridos cristãos ? "

. Lúcifer só está uma única vez, em todo o Antigo Testamento (A.T) ., em Isaías (Is 14,12) compara a queda de Nabucodonosor, um rei muito brilhante, com a queda de Lúcifer, ( "que leva a luz, a estrela da manhã, o mais brilhante, o planeta Vênus, que desaparece de repente no céu ). "Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva ! Como foste lançado por terra tu que prostravas as nações !" (Is 14,12) "

. Leia, por favor todo o texto de Apocalipse 12.


. Então Isaías compara a queda do rei Nabucodonosor a Lúcifer ! ( A queda do rei seria semelhante a queda da estrela da manhã, ou seja, planeta Vênus no céu ). E nós cristãos, sem estudar, convertemos Lúcifer, " caiu ? ", em um anjo rebelde. O chefe dos anjos rebeldes ! Teria havido uma guerra dos anjos ? os anjos bons capitaneados por São Miguel contra os anjos maus, capitaneados por Lúcifer e, como em todo filme, ganharam os bons e perderam os maus !

. Continuamos insistindo na leitura de Apocalipse 12.


. Cristãos, de onde vocês tiraram isso ? Onde isso está na Bíblia ?

. Está em Apocalipse 12 "



R - No apocalipse 12:9 é dito LITERALMENTE :

"E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e satanás, o sedutor de todo mundo, sim, foi atirado para a terra, e com ele, os seus anjos".

                Os termos lúcifer, demônio, satã, possuem etimologias diferentes. LITERALMENTE, o termo lúcifer não está em Apocalipse 12. Concordo com o Teólogo que escreveu o Texto sob análise : "Lúcifer só está uma única vez, em todo o Antigo Testamento (A.T), EM ISAÍAS (Is 14,12)"



"Se V.S. considera tudo o que está escrito na Palavra de Deus como lenda, está nos dando o direito de considerarmos os escritos de Allan Kardec como invenções criadas por ele. "

R - Por favor, novamente reitero : Não considerem que foi Eu quem escrevi esse tratado sobre a existência fantasiosa sobre demônios. Satã, etc. Já disse e repito : Foram Teólogos estudiosos do Cristianismo. Não foi Eu e nem nenhum Espírita !!!

                E em momento algum Eu disse que TUDO o que está na Bíblia são lendas. O que eu disse é que ALGUMAS passagens da bíblia, em especial, as do Velho Testamento, não condizem e são incompatíveis com a infinita bondade de Deus, Sua sabedoria e Sua inatingível visão moral, como , Deuteronômio 23, 1 / Gn 6, 6 / Sl 103, 8-9 / Sl 110, 5-6 / Sl 94, 1 / Sl 105,24-25 / Sl 105, 36 / Sl 110, 5-6 / Números 31 : 17-18, já relatadas e comentadas anteriormente.

                Se o que Kardec escreveu são invenções, talvez a Ciência desenvolvida pela A.N.T - Associação Nacional dos Transcomunicadores, seja também passatempo inconsequente da Ciência Psicobiofísica. A A.N.T é DESVINCULADA DE QUAISQUER RELIGIÕES, reunindo cientistas do Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas, de São Paulo, participações em Congressos de Psicotrônica, Laudos Científicos emitido por especialistas da USP, convênios com a IONS - Institute of Noetic Sciences, da California - USA, etc :


A.N.T : https://www.ipati.org/

                A transcomunicação é a comunicação dos Espíritos com o mundo material através de aparelhos eletrônicos. A comunicação com os Espíritos é um dos princípios da Doutrina de Kardec.

                E não é só isso. Há no meu Site : https://jefferson.freetzi.com , uma reportagem ( Seção TEXTOS - Texto 10 ) que fala de experiências realizadas por Cientistas Ingleses e Holandeses em 10 Hospitais dos Países Baixos a qual analisou 1500 pessoas no leito de morte. Pelo menos 63 delas voltaram para contar o que viram. É a primeira vez que a Ciência assina esse tipo de experiência. Neste caso, não é uma questão de crença ou fé. Trata-se da Ciência comprovando a comunicação dos Espíritos com o mundo material. Veja a reportagem no meu Site. Existe um Filme que registra os depoimentos das pessoas envolvidas e os locais das experiências. Não há a menor possibilidade de fraude. Repito : Para ver esse ou outro vídeo no meu Site, Você precisará ter instalado, no seu Computador, o Programa Real Player, versão 8, versão mínima.

                Mas talvez V.Sas. prefiram ficar com a tese de que devemos duvidar sempre da Ciência, pois já que ela falhou antes, deverá falhar sempre não é mesmo ? Seria o mesmo que pensar : Bem, se um avião caiu, é sinal que todos os aviões cairão, portanto não devemos fazer viagens aéreas, senão morreremos. E, no entanto, o avião é considerado hoje, o meio mais seguro de transporte.



"Na verdade Yahshua (Jesus) tem o brilho mais intenso do que qualquer estrela."

R - Não há porque discordar da vossa assertiva.



"Atentamente, li as suas considerações sobre a palavra Satã, e na verdade Satã significa adversário. Justamente o que Satanás se tornou, ficando contra Deus. E por esta razão esse ser foi lançado fora da presença de Deus."

R - Sem dúvida, já havia afirmado que a etimologia da palavra Satã é adversário. E o que está escrito acima faz parte da vossa interpretação, da qual dou-me o direito de discordar como já foi registrado anteriormente, embora respeitando.



"Perfeitamente. Também nós da Igreja Atalaias do Senhor Yahweh (Yavé) cremos assim. Embora não concordemos na questão da Reencarnação, mas na questão da preexistência do espírito, acreditamos porque tem base bíblica. Efésios 1:3,4. "

R - A preexistência da alma é um requisito básico da pluralidade das existências. Esta não existe sem aquela.



"É justamente porque Yahweh Deus é misericordioso que deu ao seu Filho Yahshua o poder de Salvar o ser humano, ainda que as pessoas não tenham mérito para isso. Porque Yahshua haMashiach veio para salvar o que se havia perdido. Não por mérito da pessoa, mas salvação de graça por meio da fé. Como está escrito :

»EFÉSIOS [2]

02:01 Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,
02:02 nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência,


...


02:20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina;
02:21 no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor Yahweh,
02:22 no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito."



R - Por outro lado, tenho certeza que as Palavras do Apóstolo Tiago, são bem conhecidas dos Evangélicos, pois veja :

Tiago 2, 14-18 e 26: " Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras ? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo ? Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa, e necessitados do alimento cotidiano, e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos, e fartai-vos, sem, contudo, lhes dardes o necessário para o corpo, qual é o proveito disso ? Assim também a fé, se não tiver obras, por si só esta morta. Mas alguém dirá: Tu tens fé e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé. Porque assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta." ( Destaques meus ).


Repito aqui, um destaque desta Passagem que é irrefutável :


"Pode, acaso, semelhante fé, salvá-lo ?"


Novamente :


"Pode, acaso, semelhante fé, salvá-lo ?"



As Obras são indispensáveis, como Ele relata logo em seguida.

                As palavras logo acima são absolutamente claras. Não é a fé, isoladamente, que salva.

                Além disso, não só Tiago, mas Jeremias, Ezequiel, Jó e outros são a favor das Obras. Observem :


1) Jeremias 31 : 29 e 30 - "Naqueles dias já não dirão : Os Pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram. Cada um, porém, será morto pela sua iniquidade; de todo homem que comer uvas verdes os dentes se embotarão".

2) Ezequiel 14 : 14 e 16 - "...Ainda que estivessem no meio dela, estes três homens, Noé, Daniel, e Jó, Eles pela sua justiça salvariam apenas a sua própria vida, diz o Senhor Deus... Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, ainda que esses três homens estivessem no meio dela, não salvariam nem a seus filhos nem a suas filhas; só eles seriam salvos."

3) Jó 34 : 11 - " Pois retribuirá ao homem segundo as suas obras, e faz que a cada um toque segundo o seu caminho."

4) Salmos 28 : 4 - " Paga-lhes segundo as suas Obras, segundo a malícia dos seus atos; dá-lhes conforme a obra de suas mãos, retribui-lhes o que merecem."

5) Provérbios 12 : 14 - " Cada um se farta de bem pelo fruto da sua boca, e o que as mãos do homem fizerem ser-lhe-á retribuído."

6) Eclesiástico 16 : 15 - " Todo aquele que dá esmola terá uma recompensa, e cada um será tratado segundo as próprias ações."


                E para não deixar dúvidas, as palavras de Cristo em S. Mat. 25 : 35-41 são absolutamente cristalinas. Nesta Passagem, Jesus narra uma parábola dizendo, de forma clara e sem meios termos, que algumas pessoas serão salvas por causa de suas ações e outras serão condenadas por sua inércia !!!   Vejam :


35. "Porque tive fome e me destes de comer ; tive sede e me destes de beber ; era forasteiro e me hospedastes ;

36. Estava nu e me vestistes ; enfermo e me visitastes ; preso e fostes ver-me.


37. E então perguntarão os justos : Senhor, quando foi que te vimos com fome, e te demos de comer ? Ou com sede e te demos de beber ?

38. E quando te vimos forasteiro e te hospedamos ? Ou nu e te vestimos ?

39. E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar ?

40. O Rei, respondendo, lhes dirá : "Em verdade vos afirmo que sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes".

41. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda : "Apartai- vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos"...


                Vemos aí, ao final - versículo 41, uma clara conclusão sobre o destino daqueles que não praticaram obras em favor dos desvalidos.


                Então, como podemos achar que a Epístola de Paulo aos Efésios - Efésios 2:8,9 ( Salvação exclusiva pela Fé, e não pelas Obras ) têm mais valor DO QUE AS PALAVRAS DO PRÓPRIO CRISTO, EM Mat. 25 : 35-41 ???

                Com relação a alguns termos ditos por Jesus, cabe uma explicação da minha parte. Devemos saber que o que Jesus dizia, não poderia fugir aos padrões de entendimento da época para que não chocasse os ignorantes. Jesus, ao falar em Anjos, demônios, fogo eterno, etc, estava usando de métodos análogos que Ele sempre utilizou nas tão famosas Parábolas, já difundida pelos Essênios. Anjos, na realidade, são Espíritos de Escol, que sempre acompanham e protegem, obedecendo à determinação de Deus. Demônios são espíritos atrasados que teimam em continuar na prática do mal.

                Com relação ao "fogo eterno", compreendo que é natural os Evangélicos e Católicos pensarem que existe um "inferno", com chamas impiedosas, capitaneado por "lúcifer" e seus asseclas. Também pensava assim, quando Eu era Católico e não aceitava, teimosa e orgulhosamente, quaisquer outras explicações acerca desse assunto.

                Para nós Espíritas, existe sim, um lugar de "choro e ranger de dentes", sombrio e desolador e que se chama Umbral.   E este sempre existiu e existirá ( é eterno ) para receber os espíritos rebeldes e necessitados de corretivos. Através do sofrimento, esses mesmos espíritos enxergam, cada um a seu tempo, o mal que fizeram, e depois do sincero arrependimento, são resgatados de lá.

                Jesus disse que o Fogo é eterno, MAS NÃO DISSE QUE A PERMANÊNCIA NESSE LUGAR É ETERNA !!!

                Agora, por favor entendam. Não bastam só as obras. Pergunte a qualquer Kardecista se Ele pratica obras e se esquece de Jesus. Uma coisa não exclui a outra. Será que a prática das obras, exclui, NECESSARIAMENTE a Fé em Jesus ? Praticamos obras sim, MAS JAMAIS NOS ESQUECEMOS DE CRISTO, POIS ELE É A LUZ PARA AS NOSSAS VIDAS.

                Além de tudo, as Obras citadas em Efésios 2:8-9 ( Salvação exclusiva pela Fé, e não pelas Obras )   SÃO AS OBRAS DA LEI !!! NÃO SÃO OBRAS RELATIVAS À CARIDADE !!!   Vejam :


Romanos 3:20 - "Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado".

Romanos 3:28 - "Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei".

Romanos 9:32 - "Por que ? Porque não foi pela fé, mas como que pelas obras da lei ; tropeçaram na pedra de tropeço" ;

Gálatas 2:16 - "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada".

Gálatas 3:2 - "Só quisera saber isto de vós : recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé ?"

Gálatas 3:5 - "Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fa-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé ?"

Gálatas 3:10 - "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque esta escrito : Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las."


                Agora, a sequência dos versículos abaixo explica o que seriam as obras da lei :


Romanos 3:29-31 - "É porventura Deus somente dos judeus ? Não é também dos gentios? Também dos gentios, certamente, se é que Deus é um so, que pela fé ha de justificar a circuncisão, e também por meio da fé a incircuncisão. Anulamos, pois, a lei pela fé ? De modo nenhum; antes estabelecemos a lei."


Em Efesios 2:8-9 = Ele diz que não são pelas obras e sim pela fé, e na sequência Ele diz que fomos criado em Jesus para as boas obras e fala sobre a circuncisão." ( Obras da lei ) :


Efésios 2:10 - "Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas".

Efésios 2:11 - "Portanto, lembrai-vos de que vos noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens" ;


                Na época havia uma polêmica a respeito de introduzir os rituais e cultos exteriores das seitas judaicas ao cristianismo e queriam forçar os gentios a adotarem esses cultos exteriores. Um exemplo disso seria a circuncisão dos povos não judeus que foi muito combatida pelo apóstolo Paulo.

                Como ficaríamos diante das passagens abaixo em relação a Efésios 2-8,9 se não admitirmos que a obra citada nesse versículo diz respeito justamente sobre as obras da lei ?   Vejam :


Galatas 6:9 - "E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido."

2 Tessalonicens 3:13 - "E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem".

Tiago 4:17 - "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado".

Gálatas 6:10 - "Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé".

Coríntios 5:10 - "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal".

Romanos 13:10 - "O que ama ao seu próximo não lhe faz nenhum mal. Pois o amor e o cumprimento total da lei".

Mateus 5:16 - "Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que esta nos céus".

Romanos 13:3 - "Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, nao temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela".

1 Timóteo 5:10 - "Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra".

1 Timóteo 6:18 - "Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis" ;

Tito 2:7 - "Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade..."

Tito 3:8 - "Fiel e a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se as boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens".

Tito 3:14 - "E os nossos aprendam também a aplicar-se as boas obras, nas coisas necessárias, para que não sejam infrutuosos.

Hebreus 10:24 - "E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e as boas obras."

1 Pedro 2:12 - "Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vos, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vos observem".

2 Pedro 1:5 - "E vos também, pondo nisto mesmo toda a diligencia, acrescentai a vossa fé a virtude, e a virtude a ciência" ;

6 - "E a ciência a temperança, e a temperança a paciência, e a paciência a piedade" ;

7 - "E a piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade" ;

8 - "Porque, se em vos houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo".



                Isso tudo fora a que Jesus ensinou e exemplificou. Não restam duvidas que a obra referida em Efesios 2-8,9 são as OBRAS DA LEI, que são os rituais judaicos que queriam introduzir no Cristianismo e aplicá-las aos povos gentios convertidos, rituais esses que Paulo combatia.



"Mais uma vez tive a imensa alegria de recontatar-me com V.S."

R - Foi com muita satisfação que pude obter informações acerca dos vossos dignificantes conhecimentos sobre o Cristianismo e a Bíblia. Ciente das minhas limitadas noções Cristãs, humildemente respondi sob a minha ótica religiosa.



"Caso o prezado mude seu E-Mail, queira por favor avizar-me, pois prezo muito esse contato com o prezado amigo.

Abraço Fraterno,
Patriarca Rev.Dorival Moura



R - Sempre ao seu dispor.

Jefferson














A Fé raciocinada e a Fé cega. O que significam ?


Padre Quevedo : Os seus Livros seriam os melhores do mundo ???


Assista o Vídeo : O Vaticano já admite a comunicação com os Espíritos !!!


A lógica do Espiritismo frente à parapsicologia arcaica do Sr. Quevedo


Enfoques Religiosos e Científicos sobre a existência de Adão e Eva


Católicos e Protestantes expõem seus argumentos contra o Espiritismo


Os originais em Hebraico e as divergências com as Bíblias atuais


Antigamente, a Igreja Católica aceitava a Reencarnação ...


Você sabia disso ???


PARA TOMAR CONHECIMENTO DESSES ASSUNTOS E MUITOS OUTROS, CLIQUE NO QUADRO ABAIXO :



Free Web Hosting